Tamanho do texto

No clima da quarta-feira de cinzas, a arquiteta e colunista do Delas Nara Grossi nos mostra como compor ambientes neutros, modernos e aconchegantes em tons de cinza. Veja as imagens e inspire-se!

Ao pensar em ambientes neutros, a primeira cor que nos vem à cabeça é o branco ou o bege. Mas, que tal fugir desse padrão de neutralidade e apostar em tons de cinza?

Leia também: Minha casa é de carnaval!

Do mais clarinho ao grafite, existe um mundo de tons de cinza para ser explorado. Ao contrário do que se pensa - que o cinza é uma cor triste – é mais que possível apostar nesse tom em suas diversas variações e texturas para sair da placidez do tão batido bege. Veja algumas opções: 

Cozinha

O cinza predomina na bancada e marcenaria desta cozinha. As cadeiras vermelhas dão o toque de cor e personalidade ao lado dos tons de cinza do ambiente
Reprodução/Gema Arquitetura
O cinza predomina na bancada e marcenaria desta cozinha. As cadeiras vermelhas dão o toque de cor e personalidade ao lado dos tons de cinza do ambiente



A sobriedade na cozinha vai bem. E para fugir da bancada preta ou dos granitos manchados, apostar em bancada na cor cinza médio, composta com armários cinza bem clarinho, traz sofisticação e elegância sem perder a funcionalidade do ambiente.

O cinza também vale para o piso. Opções de porcelanato, granilite, cerâmica e pisos cimentícios nesse tom é o que não falta, e é super bem-vindo.

Mais uma cozinha cinza cheia de personalidade e design
Reprodução/Pinterest
Mais uma cozinha cinza cheia de personalidade e design


Salas

Ai, a sala! Quantas possibilidades para esse ambiente multiuso, não é? Nos nossos projetos ele está sempre presente, e na maioria das vezes optamos pelo sofá cinza na composição dos ambientes. Mesas de centro, pufes, cadeiras e etc, todos os móveis são possíveis de serem encontrados dentro do leque dos tons de cinza.

Os tons de cinza se misturam de maneira harmônica, criando ambientes aconchegantes e acolhedores.
Reprodução/Pinterest
Os tons de cinza se misturam de maneira harmônica, criando ambientes aconchegantes e acolhedores.

A partir daí definimos estampas ou algum ponto de cor que se contrapõem ao cinza predominante. Amarelo, verde, vermelho, azul... tudo fica bem para esse contraste.

Para as paredes, temos a diversidade da pintura, além dos revestimentos específicos que se assemelham ao concreto ou cimento queimado. Aliás, apostar nesse tipo de textura para as paredes da sala dá um ar contemporâneo e despojado.

Leia também: Aposte em paredes coloridas para mudar o visual e o astral da sua casa

Quartos

Sim, nos quartos também vale pensar no cinza e suas variações. A cor pode entrar em uma parede específica, numa composição de grafismos ou até mesmo no teto! Sem idade para apostar nessa cor, até para os quartos de criança o cinza pode fazer um contraponto interessante junto às demais cores.

Quarto de casal com a marcenaria inteira cinza composta com tons de cinza claro.
Reprodução/Gema Arquitetura
Quarto de casal com a marcenaria inteira cinza composta com tons de cinza claro.



Quartos de criança também podem ser compostos por tons de cinza. Os brinquedos trazem cores vivas ao quarto.
Reprodução/Pinterest
Quartos de criança também podem ser compostos por tons de cinza. Os brinquedos trazem cores vivas ao quarto.

A dica fundamental para produzir a sala, quarto ou qualquer outro ambiente da casa está em investir nas diversas tonalidades na hora de compor os móveis e os revestimentos. Abusar da neutralidade do cinza e de suas variações criam ambientes contemporâneos e chiques.

Que tal fugir daquele bege sem graça e explorar o universo que os tantos tons de cinza tem para nos oferecer?  Para mais dicas de arquitetura e design, acompanhe a coluna!

    Leia tudo sobre: casa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.