Acessível e chique: dicas de decoração sem gastar muito

Utilizando bem a iluminação, cores e espelhos você pode modificar os ambientes sem gastar muito

Setorização do ambiente com cores no tapete  blocos cromáticos na parede e forro  letreiro em neon.
Foto: Fellipe Lima
Setorização do ambiente com cores no tapete blocos cromáticos na parede e forro letreiro em neon.



Além da bagunça e sujeira que causa, um grande problema na hora de  reformar a casa é manter os gastos dentro do orçamento. Pensando em quem deseja mudar o ambiente sem gastar muito, o iG Delas traz algumas dicas da arquiteta Thaisa Bohrer.

Para reformar a casa sem gastar muito, podemos explorar alguns pontos como as cores e a iluminação. A escolha de  plantas e alguns itens de decoração também são importantes, pois esses são itens básicos para realmente transformar a atmosfera dos espaços.

“Os itens soltos podem ser adquiridos e trocados facilmente, como escolha de quadros, composição de almofadas, mantas ou capas para o sofá, tapetes, entre outras. Nas áreas externas um deck modulado que forre a varanda garante uma estética mais natural para o espaço.”, explica a arquiteta.

Uma ótima opção para economizar nas mudanças da casa é a função  DIY “Do it Yourself”  (Faça Você Mesmo), já muito popular entre pessoas que ficam muito tempo em casa. Além de economizar nos gastos com mão de obra externa, isso valoriza os ambientes da casa e do trabalho, pois evita a circulação e o acesso de pessoas de fora aos ambientes domésticos.

Vegetação no ambiente

Você viu?

Foto: Fellipe Lima
Vegetação e iluminação em perfeita harmonia.

Incorporar vegetação na decoração valoriza ainda mais os espaços, mas se atente as espécies que são mais resistentes as áreas internas e que não precisem de tantos cuidados. As  plantas deixam os espaços mais humanizados. Mas sempre vale ressaltar que, ao incorporar as plantas, precisamos pensar em fatores como ventilação natural, uso de ar-condicionado, incidência solar, iluminação artificial e em um sistema de irrigação e na área disponível para as plantas .

Iluminação

Foto: Divulgação
Adaptação do Home Scholling no quarto das crianças


Para a adaptação do quarto das crianças para o homescholling (Ensino doméstico), por exemplo, lembre-se de escolher uma iluminação adequada e também o mobiliário apropriado.

“Quando falamos de uma iluminação bacana, vale a pena conhecermos a temperatura de cor das lâmpadas, elas basicamente determinam o “humor” dos ambientes. Por exemplo, a luz branca é direcionada aos ambientes de trabalho que demandam abundância de fluxo luminoso para desempenho das atividades. Já a luz amarela é ideal para os ambientes que demandam maior conforto visual”, explica a arquiteta.

Espelhos e cores

Foto: Divulgação/Construtora Prestes
Aplicação de espelho em algumas paredes e estofado com cores complementares

A aplicação de espelhos é um truque interessante, pois, além de agregar charme, faz os ambientes parecerem mais amplos.

Foto: Construtora Franzolin
Papel de parede compõe o ambiente, com persiana, a pintura e se complementa com as almofadas e o tapete.

Para as cores devemos pensar que, além do humor, as cores em determinados planos podem achatar, alongar, comprimir ou expandir os ambientes. Nos tetos, pisos e paredes, a utilização de listras, barrados e pontos focais, influenciam muito na relação com os espaços.