Tamanho do texto

Os móveis planejados ocupam cada centímetro do ambiente e, com isso, tornam-se práticos e cômodos; saiba como estruturá-los em sua cozinha

Seja para compra ou aluguel, os imóveis estão cada vez menores e, com isso, uma das opções para ganhar espaço nos cômodos e aproveitar cada centímetro disponível é investir em móveis planejados para cozinha. Por ser um lugar que pede praticidade, principalmente para quem passa muito tempo no local, os cuidados com cada detalhe já começam logo na definição do projeto.

Os móveis planejados para cozinha possuem diversos benefícios e, quando bem estruturados e posicionados corretamente, auxiliam nas atividades do dia a dia. Além disso, eles permitem que a circulação fique mais fácil e, ainda, deixa a área mais harmoniosa e agradável. Mas, afinal, por onde começar a estruturar o ambiente para que todos os itens fiquem organizados

Layout da cozinha e área de circulação 

Os móveis planejados para cozinha ajudam a ter uma boa circulação e, além disso, contribuem com a funcionalidade
Julia Ribeiro
Os móveis planejados para cozinha ajudam a ter uma boa circulação e, além disso, contribuem com a funcionalidade

Pensar no layout é o primeiro passo para planejar o ambiente. Geralmente, a cozinha é um local de grande movimentação e, por isso, uma circulação bem pensada ajuda a dar funcionalidade e, ainda, reduz as chances de esbarrões e acidentes mais graves.

O recomendável é ter, no mínimo, um metro de passagem – ou seja, um espaço que seja suficiente e possibilite caminhar com conforto, inclusive quando as portas dos eletrodomésticos estiverem abertas. 

Na hora de dispor os móveis, segundo Daniele Okuhara, arquiteta da doob Arquitetura, é importante prestar atenção nas áreas de armazenamento, preparo e cocção. “Precisamos levar em conta a triangulação dos três itens principais: fogão, cuba e a geladeira. A ideia é que esses elementos fiquem próximos, tornando o dia a dia mais prático”, explica. 

A profissional ainda relata que, para isso, vale saber que existem diferentes layouts, que variam de acordo com o perfil de cada projeto. No caso das plantas lineares, pia, fogão e geladeira são dispostos em uma mesma parede – e, com isso, o local fica similar a um corredor. Já na distribuição em U, os elementos ficam organizados em paredes diferentes. O layout em L, por sua vez, traz dois itens em uma mesma parede e o terceiro na lateral. 

Apesar disso, a posição de todos os itens também vai depender da metragem disponível.  “Um cuidado importante envolve a localização dos pontos de elétrica e hidráulica, que devem considerar previamente o lugar de eletrodomésticos, cuba e outros acessórios”, explica a arquiteta Beatriz Ottaiano, que também atua na doob Arquitetura. 

Como escolher os móveis planejados para cozinha 

Apesar de ter um valor mais elevado, os móveis planejados para cozinha duram por muitos anos e permitem aproveitar cada centímetro do ambiente; prateleiras abertas também ajudam a deixar os itens do dia a dia com fácil localização
Julia Ribeiro
Apesar de ter um valor mais elevado, os móveis planejados para cozinha duram por muitos anos e permitem aproveitar cada centímetro do ambiente; prateleiras abertas também ajudam a deixar os itens do dia a dia com fácil localização

Definido o layout, é hora de pensar nos móveis e de acordo com as arquitetas, apostar em  móveis planejados é a melhor solução para locais pequenos .

Em um primeiro momento, o consumidor pode notar a diferença no preço em comparação aos que são comercializados com medidas pré-estabelecidas. Porém, segundo as arquitetas, por ser um mobiliário fixo e de longa duração, o  investimento vale a pena.

Em relação aos armários, a sugestão das profissionais é deixar o desenho externo o mais clean possível. Nas gavetas mais rasas, deve-se guardar utensílios e, nas mais profundas, armazenar panelas e frigideiras, objetos que chegam a ocupar mais espaço.

Outra dica interessante, segundo Chris Campos, parceira do Shopping Lar Center, é optar por prateleiras abertas para acomodar temperos, pratos, copos, jarras e outros itens de uso contínuo no dia a dia. Plantinhas também são bem-vinda nesses espaços.

Peças de pouco uso, no entanto, não devem ficar expostas, pois é um local que, geralmente, acumula gordura e poeira com mais facilidade.

Os móveis sob medida ainda ajudam a esconder alguns itens não tão desejados e que, às vezes, ocupam espaço sobre a bancada. É o caso, por exemplo, do escorredor de louça. “Ele pode ficar escondido na parte superior do móvel, ou da lixeira, geralmente embutida na bancada”, explica Beatriz. 

Chris ainda sugere adotar armários com portas de correr espelhadas. “Além de esteticamente interessantes, eles criam a ilusão de um ambiente mais espaçoso”, esclarece. Para economizar espaço, vale também optar pelas cubas multiusos. Alguns modelos oferecem acessórios como escorredores para lavar frutas e legumes e tábuas de corte para o pré-preparo dos alimentos. Dessa maneira, a área ocupada pela cuba funciona como uma extensão da bancada. 

Quais materiais utilizar na cozinha? 

Na hora de escolher os móveis planejados para cozinha, é importante evitar materiais que acumulam gordura
Rafael Renzo
Na hora de escolher os móveis planejados para cozinha, é importante evitar materiais que acumulam gordura

A cozinha é um ambiente da casa que, assim como o banheiro, entra em contato com água diariamente. Por isso, a recomendação é evitar os materiais sensíveis, como lâmina de madeira ou laca, pois mancham e alteram a cor. “Indicamos o MDF, que é resistente e já vem com impressão de fábrica, tanto com acabamento amadeirado como liso”, ressalta Daniele. 

No caso dos puxadores dos armários, é importante prestar atenção e evitar as opções que acumulam gordura e são difíceis de limpar – como é o caso dos modelos de cava. “Prefira os que possuem desenho linear e versões embutidas que deixam a marcenaria clean e são de fácil manutenção”, fundamenta Beatriz.

Cores e estilo ficam a critério do morador

A cor de todo o cômodo, inclusive dos móveis planejados para cozinha, pode ser escolhida de acordo com a preferência dos moradores; a dica é apostar em duas cores ou, ainda, trazer o tom amadeirado para compor o ambiente
shutterstock
A cor de todo o cômodo, inclusive dos móveis planejados para cozinha, pode ser escolhida de acordo com a preferência dos moradores; a dica é apostar em duas cores ou, ainda, trazer o tom amadeirado para compor o ambiente

Não há regras e proibições ao escolher o estilo e as cores do mobiliário. Afinal, o estilo precisa combinar com a personalidade e com os gostos pessoais de todos os moradores. Entretanto, a dica das arquitetas é evitar o mobiliário que caia no lugar comum.

Isso porque, segundo elas, o ambiente, hoje em dia, faz parte da área social da casa e é sempre importante fugir do visual convencional – inclusive quando for escolher os tons dos móveis planejados para cozinha . “Gostamos de brincar com duas cores ou trazer o tom amadeirado para quebrar a frieza do cômodo”, relatam.

    Leia tudo sobre: casa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.