Tamanho do texto

Segundo arquiteta, alguns detalhes podem mudar a aparência do seu lar

É lá que geralmente se recebem as visitas, dá para relaxar ou até mesmo assistir a um filme em família. A sala, que é o cômodo preferido de muitos, certamente guarda várias histórias. Quando o assunto é decoração, porém, o tamanho vira um dilema. Uma sala pequena, na maioria das vezes, é a preocupação de quem deseja reformar o espaço.

Leia também: Saiba como fazer a decoração da sua casa com dicas de arquitetos dos famosos

Cores claras e neutras podem ajudar sua sala pequena parecer um pouco maior, segundo a arquiteta Bárbara Jalles
shutterstock
Cores claras e neutras podem ajudar sua sala pequena parecer um pouco maior, segundo a arquiteta Bárbara Jalles


Para solucionar as dúvidas de quem pensa em investir nessa mudança, a arquiteta Bárbara Jalles afirma que existem escolhas essenciais para deixar a sala pequena com uma aparência maior e confortável. Às vezes, inclusive, alguns detalhes nem exigem muito esforço, como a própria paleta de cores.

“Cores claras e espelhos podem ser ótima solução. Papéis de parede para aquecer ambientes também é uma estratégia”, diz a profissional, que sugere aos que deixam de colocar projetos em prática por falta de grana reaproveitar móveis para conseguir orçamentos mais em conta. 

Leia também: Nichos e prateleiras se destacam em apartamento de 66 m²

Os tons mais claros, segundo a arquiteta, são os que mais ajudam a deixar o ambiente mais leve e amplo. Além disso, outra aposta possível está na compra de espelhos, que podem ser colocados não apenas em tamanhos menores. “Revestir paredes inteiras em espelhos sempre é uma solução bacana para ampliar os ambientes”, aconselha Bárbara.

Não existem regras para a compra dos móveis de uma sala pequena

A cortina e os móveis claros ampliam o ambiente e deixam a sala pequena parecendo ser bem maior
shutterstock
A cortina e os móveis claros ampliam o ambiente e deixam a sala pequena parecendo ser bem maior


Não importa se a sala é pequena ou grande. Regras, de acordo com a profissional, não existem quando o assunto é fazer compra de móveis. O que ela indica, no entanto, é um estudo do espaço e o acompanhamento de um profissional da área, que saberá indicar materiais com o tamanho correto e que atendam as necessidades do proprietário em cada cômodo.

“Quem é da área conseguirá fazer um estudo correto do layout em relação à escala dos móveis a serem adquiridos”, defende a mulher. Para ela, é difícil fazer indicações sem conhecer cada espaço, mas garante que outra escolha inteligente pode ser a montagem de prateleiras. “Elas verticalizam o ambiente e deixam a sala mais ampla”, afirma.

As mesinhas de centro, que parecem só ocupar espaço, também podem ser usadas em salas em que os proprietários desejam passar a impressão de serem maiores. Para Bárbara, elas podem até ajudar nessa difícil missão. “São essenciais para um ambiente acolhedor e funcional”, diz ela, que também defende o uso de cortinas, mas pede cautela na escolha.

Leia também: Tem um apartamento pequeno? Veja dicas de como decorá-lo

“As melhores, para quem tem o objetivo de deixar a sala pequena com cara de maior, são as cortinas leves, como as gaze de linho em tons claros. Elas deixam a luz transpassar, criando um ambiente mais amplo”, afirma a arquiteta. Falando em claridade, ela afirma que o número de lâmpadas não interfere no tamanho de um cômodo, por isso fica a critério do proprietário.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.