Tamanho do texto

A conta foi criada pela designer Dina Holland que, cansada de se deparar com verdadeiros absurdos do mundo da decoração, decidiu expor alguns projetos estranhos, mal-executados e até assustadores na rede social; confira

Para os mais criativos, não há limites quando o assunto é decoração. Há aqueles que se inspiram em projetos de “DIY” (“do it yourself”, que, em português, significa “faça você mesmo”), como  um  homem que passou cinco anos juntando tampinhas de garrafa para fazer uma bancada personalizada em casa. Há também quem se inspire em obras do cinema, como os pais que construíram uma cama muito incrível que imita uma nave de “Star Wars” . Às vezes, porém, a vontade de inovar vai longe e resulta em projetos não muito práticos ou atraentes.

Foi daí que surgiu o perfil PleaseHateTheseThings no Instagram, criado pela designer de interiores Dina Holland. Desde dezembro de 2017, a conta vem reunindo fotos de cômodos e projetos de decoração que foram mal-executados ou apenas não fazem sentido algum e, até agora, já soma 33,4 mil seguidores (3,4 mil a mais que o perfil em que a designer compartilha seus projetos).

Criado pela designer de interiores Dina Holland, o perfil reúne ideias de decoração ruins ou mal-executadas
Reprodução/Instagram @Pleasehatethesethings
Criado pela designer de interiores Dina Holland, o perfil reúne ideias de decoração ruins ou mal-executadas

Ao site “Architectural Digest”, a designer afirma que a maior parte das fotos chega até ela pelos próprios seguidores, e diz que esses “erros” são fruto de falta de comunicação entre o profissional e quem o contrata. “Acho que muitos designers mais novos não têm a confiança de chegar e dizer: ‘Não, isso não deveria estar assim’”, comenta. E, realmente, algumas destas coisas não deveriam estar assim:

Banheiras que foram longe demais

Uma das coisas que mais aparece entre as fotos compartilhadas pela conta são banheiras que de simplicidade não têm nada. Esta, por exemplo, é suspensa e, abaixo dela, há um grande espaço usado – aparentemente – para colocar pedrinhas.

A post shared by @pleasehatethesethings on

Na legenda, a designer chama atenção para o fato de quase tudo na ideia ser desnecessário, mas há um problema ainda maior: já pensou nas possibilidades desastrosas que existem caso alguém escorregue ao entrar ou sair dessa banheira? Pois é. 

Já esta outra ilustra o “Yin Yang”, que, teoricamente, simboliza duas coisas complementares: 

A post shared by @pleasehatethesethings on

A ideia até parece romântica, mas há um detalhe bem lembrado pela designer na legenda da foto. “’Eu te amo, mas, por favor, não encoste em mim’. Na verdade, eu compreendo isso, tipo, 1000%”, comenta Dina. 

E tem também esta outra, que dispensa comentários:

A post shared by @pleasehatethesethings on









Banheiros nada simples

Talvez o problema das pessoas seja a vontade louca de ousar nas banheiras. Talvez, porém, seja algo relacionado aos  banheiros de forma geral. Este, por exemplo, usa ladrilhos dourados para fazer jus ao apelido que os vasos sanitários têm de “trono”:

A post shared by @pleasehatethesethings on

Ele ainda tem dois leões de pedra no que seriam os “braços” do trono. Oi?

Tem também esta pessoa aqui que, ao que tudo indica, tem verdadeira paixão pela estampa de oncinha e gosta (muito) de se ver no espelho: 

A post shared by @pleasehatethesethings on









Esta pessoa resolveu transformar uma decoração mais “sóbria” em algo criativo, mas o resultado, segundo a designer, só faz parecer que sobraram muitos ladrilhos e ela não sabia o que fazer com eles:

A post shared by @pleasehatethesethings on









E tem também esta pia, que não requer maiores explicações:

A post shared by @pleasehatethesethings on









Lareiras elaboradas até demais

Lareiras dão um toque aconchegante ao cômodo e espantam o frio durante o inverno, mas estas passam bem longe do adjetivo “acolhedor”:

A post shared by @pleasehatethesethings on

A post shared by @pleasehatethesethings on

Já esta não tem feições assustadoras, mas precisava mesmo ocupar todo esse espaço?

A post shared by @pleasehatethesethings on


Quartos desnecessários

Uma coisa é curtir estátuas. Outra é distribui-las pelo cômodo de forma que a cama fique cercada por elas. E outra ainda mais desconfortável é encher o quarto de espelhos que refletem as “obras de arte” e fazem com que elas pareçam ainda mais numerosas.

A post shared by @pleasehatethesethings on

Quando crianças, muita gente já sonhou em ter uma piscina dentro do quarto. Realmente, com muito dinheiro, planejamento e manutenção, esse sonho pode, sim, virar realidade, mas não desse jeito aqui (cujo dono não pode, de forma alguma, ser sonâmbulo, levemente desastrado ou chegar em casa alcoolizado):

A post shared by @pleasehatethesethings on

Um tapete felpudo pode dar um toque de aconchego em um cômodo, mas este parece ter crescido tal qual um matagal.

A post shared by @pleasehatethesethings on

Design sem noção

Outras postagens mostram cômodos cuja decoração simplesmente não faz o menor sentido, como este hall, por exemplo. Por que esse nicho existe na parede e por que há um móvel nele (com focos de luz e tudo)?

A post shared by @pleasehatethesethings on

Ou ainda esta cozinha que, aparentemente, foi projetada de forma que as portas e armários não sejam retos ou nivelados:

A post shared by @pleasehatethesethings on

E, para coroar, este banheiro em que o suporte para papel higiênico fica... Dentro de um armário:

A post shared by @pleasehatethesethings on

Decoração sugestiva

Há ainda alguns casos em que atributos dos cômodos lembram coisas que, normalmente, não fazem parte da decoração. É o caso, por exemplo, destas luzes, que, quando acesas, formam um jogo de sombras bastante sugestivo.

A post shared by @pleasehatethesethings on

 “O que eu não daria para ter estado lá na primeira vez que eles acenderam as luzes e viram isso”, comenta Dina na legenda da foto.

E o que você acha deste conjunto de três janelas que têm um formato... Interessante:

A post shared by @pleasehatethesethings on

Conclusão? Na hora de esolher ou renovar a decoração de casa, faça um bom planejamento e contrate um designer que não tenha medo de dizer que certas ideias simplesmente não fazem muito sentido.

    Leia tudo sobre: Instagram Casa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.