Tamanho do texto

O projeto se baseia no "Skaeve Huse", conceito que significa "casas especiais para pessoas especiais", e é uma alternativa para grupos vulneráveis, como usuários de drogas ou pessoas que têm algum tipo de doença mental

Em parceria com a Trudo Housing Corporation, organização que cuida de programas de habitação na Holanda , o estúdio Elmo Vermijs desenvolveu uma vila de casas para pessoas em situação de rua ou que têm dificuldades de viver normalmente em sociedade, como usuários de drogas e portadores de doenças mentais no país. 

Leia tudo sobre casa e decoração aqui!

O projeto segue o conceito dinamarquês de
Divulgação/Studio Elmo Vermijs
O projeto segue o conceito dinamarquês de "Skaeve Huse", que significa 'casas especiais para pessoas especiais'

O projeto segue o conceito de “Skaeve Huse”, termo que surgiu na Dinamarca e significa “casas especiais para pessoas especiais”. Com a vila de casas , as organizações buscam criar opções permanentes, já que, normalmente, esse tipo de acomodação é algo temporário, melhorando a qualidade de vida dos moradores, já que eles podem permanecer ali quanto tempo for necessário.

Leia também: Casa dobrável chama a atenção e pode ser levada para qualquer lugar

Detalhes do projeto

A pequena comunidade fica nos arredores da cidade de Eindhoven, na região sul dos Países Baixos, e segue o estilo “tiny houses” (casas pequeninas, em tradução livre), ou seja, moradias com tudo o que é necessário, mas em espaços reduzidos ao máximo. Cercadas de árvores, cada casinha mede cerca de 33 metros quadrados, mas, apesar de serem pequenas, possuem todos os cômodos que uma casa normal teria.

Apesar de pequenas, todas elas têm cozinha, banheiro, sala de estar e hall de entrada
Divulgação/Studio Elmo Vermijs
Apesar de pequenas, todas elas têm cozinha, banheiro, sala de estar e hall de entrada

Mesmo que por fora as moradias aparentem ter apenas dois cômodos, o interior é surpreendente; de acordo com o site do projeto, todas elas possuem hall de entrada, sala de estar, cozinha, e banheiro.

Como toda “tiny house”, esse projeto também busca ser autossuficiente e sustentável em termos de energia para que os moradores não tenham de pagar uma conta de luz.

Sendo assim, todas elas têm painéis de energia solar no telhado, além de grandes janelas que permitem a entrada de luz durante a maior parte do dia.


Leia também: Menina de apenas dez anos constrói casinha equipada com energia solar

Apesar de manterem a privacidade de cada morador com janelas posicionadas no alto, o intuito do projeto não é isolá-los do mundo. Pensando nisso, os criadores fizeram com que elas fossem próximas e conectadas umas às outras. Além disso, elas vêm em esquemas de cores vivas, buscando espantar a solidão que um ambiente assim poderia trazer consigo.

    Leia tudo sobre: Casa

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.