Tamanho do texto

O cachorro, da raça shih tzu, também foi diagnosticado com a doença e fez o menino perder a vergonha de suas condições

O aborígene Quaden Bayles, tem 4 anos e foi diagnosticado com androplasia, a forma mais comum de nanismo, assim que nasceu. Seu melhor amigo é Buddy, um cachorro da raça shih tzu, que também tem nanismo.

Quaden tem 4 anos e seu cachorro o ajudou a aceitar doença
Reprodução/Instagram
Quaden tem 4 anos e seu cachorro o ajudou a aceitar doença


+ Decidi adotar um bicho porque estava sozinha, com depressão e síndrome do pânico

Ao BuzzFeed News da Austrália, Yarraka Bayles, mãe de Quaden contou que o filho foi vítima de preconceito com provocações de pessoas estranhas e até mesmo abusos online. Tanta crueldade acabou fazendo com que o garoto sentisse vergonha de suas condições e sua família teve que parar de falar o nome "nanismo" na sua frente. 


Tudo isso mudou quando Quaden conheceu Buddy. "Isso aumentou muito sua confiança e ele não tem vergonha de dizer às pessoas: ‘Buddy tem nanismo como eu’. Antes, não podíamos nem mesmo mencionar a palavra nanismo, agora, Quaden está muito orgulhoso de contar a todos que ele e Buddy têm a mesma coisa", conta a mãe à publicação.

+ Cachorrinha sobrevive após receber marca-passo humano

O mais incrível é que Quaden e Buddy se conhecem apenas ha uma semana e já são inseparáveis. "Eles fazem tudo juntos. Isso o ajudou a aceitar seu diagnóstico e entender que não há problema em ser diferente", explica Yarraka. 


Segundo a mãe de Quaden, o cachorrinho foi o responsável por trazer a felicidade pra vida do garoto, que já havia sofrido também com a marte do avó, no ano passado. “Ele trouxe tanto amor e alegria para dentro de casa e nós simplesmente o amamos muito". 




    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.