Tamanho do texto

Profissionais explicam mais sobre esse treino de alta intensidade e como é possível perder de calorias em séries bem mais rápidas

Com a correria do dia a dia e vontade de perder peso rápido, o HIIT está se popularizando e é um dos treinos mais procurados no momento. O nome é uma sigla para o termo em inglês High Intensity Interval Training  , conhecido como treinamento intervalado de alta intensidade . A proposta é praticar algo rápido, intenso e que traga um resultado maior do que os treinos tradicionais.

HIIT é um treino curto de alta intensidade que promete maior perda de calorias
Pinterest
HIIT é um treino curto de alta intensidade que promete maior perda de calorias


O educador físico Leonardo José da Silva explica que o HIIT é um tipo de exercício aeróbico feito em um curto espaço de tempo , de forma intensa e intercalado com momentos de descanso que giram em torno de 15 a 30 segundos. “Os modelos de treino são variados, então não tem como especificar uma média de quanto dura cada execução”, diz Leonardo.

Queimar calorias

Esse modelo de exercício é muito procurado por quem quer queimar calorias. “O gasto energético ao praticar o HIIT costuma ser igual ou superior a um treino tradicional, que demora muito mais tempo para ser executado”, relata o educador físico. Ele completa dizendo que o segredo desse modelo é que ele aumenta o efeito EPOC, ou seja, você para de praticar o exercício, mas o metabolismo fica acelerado e o corpo continua com o gasto energético.  

Entrando no ritmo

Está ficando empolgada com essa história de perder mais calorias em treinos rápidos , não é? Mas fique esperta! O educador físico alerta que existem diversos modelos de treino na internet, mas o HIIT é algo mais personalizado e o treino vai de acordo com as características da pessoa. Por exemplo, se você é sedentário ou daquelas esportistas de final de semana é interessante realizar um treino complementar (de preferência dos mais conservadores) para melhorar o condicionamento e conseguir realizar os exercícios.

De acordo com o especialista, realizar caminhadas e corridas regularmente já é um bom preparo para praticar o HIIT. “Se uma pessoa que não está acostumada a fazer exercícios e tentar fazer um treino por conta própria dificilmente ela conseguirá devido a alta intensidade dos exercícios, assim ela provavelmente irá desistir e se afastar do exercício”, relata Leonardo.

A boa notícia é que, segundo o educador físico, não há contraindicação para praticar o HIIT. Com os exames em dia e com a orientação de um profissional é possível praticar em academias ou em casa sem preocupação. Além de queimar calorias , esse treino tem outras vantagens como, por exemplo, melhora capacidade vascular.

+ Vantagens da esteira elétrica e dicas para turbinar seu treino

Otimizando o treino

Há dois anos, o personal treiner Fernando Domiciano conheceu em um curso de pós-graduação da USP o conceito do HIIT, “Comecei a praticar e em cerca de seis semanas já vi bons resultados. O meu treino foi otimizado em cerca de 40% comparado com o treino tradicional”, conta Fernando.

Ele acredita que hoje esse é o melhor tipo de treino e que já adotou essa técnica em suas aulas. O personal ressalta que esse tipo de treino só pode ser feito no máximo três dias por semana e não pode ser realizado em dias seguidos. Nas aulas de Fernando, leva de 12 a 20 minutos para realizar todos os exercícios de um treino.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.