Influenciadora Mimi Boliviana usa sangue menstrual como máscara facial para revitalizar a pele
Divulgação
Influenciadora Mimi Boliviana usa sangue menstrual como máscara facial para revitalizar a pele

A influenciadora e modelo Mimi Boliviana chamou atenção ao afirmar, na última quarta-feira (6), que é adepta do skincare com sangue menstrual. A cada ciclo menstrual, ela mescla o sangue com água filtrada e, com um pincel, aplica a mistura na pele facial. Segundo ela, a prática teria a função de manter a pele jovem e firme.

A dermatologista Vanessa Perusso afirma que, de fato, o sangue menstrual tem nutrientes que até podem ter relação com resultados na pele. O uso do sangue menstrual como máscara facial se popularizou nos últimos anos devido à corrente do Sagrado Feminino, que têm no cerne a ancestralidade, conexão e empoderamento feminino, bem como o contato com a natureza para despertar a energia feminina.

Entre no canal do  iG Delas no Telegram  e fique por dentro de todas as notícias sobre universo feminino!

No entanto, a especialista alerta que os benefícios dele na rotina de skincare não têm comprovação científica. "O sangue menstrual tem resquícios minerais, de vitaminas e de hormônios, principalmente o estrogênio, devido à descamação do endométrio. Por mais que ele esteja puro ou misturado com água, não é possível quantificar esse resultado", aponta Perusso ao iG Delas.

A dermatologista aponta que essas propriedades do sangue poderiam, em tese, beneficiar peles maduras e desvitalizadas, que têm a necessidade de receber alguns hormônios, principalmente o estrogênio. O tipo de ação poderia ser comparado à terapia com plasma, que é rico em plaquetas.

"Usamos essa estratégia para conseguir ter reações regeneradoras que estimulem a produção de ativos de substâncias que regeneram e melhoram a firmeza da pele. Isso também pode ser atribuído ao sangue menstrual. Ele não tem plasma concentrado, mas ela existe na composição", afirma.

Essa ação com plaquetas estimula o crescimento do  colágeno e do fibroblasto (células envolvidas na cicatrização da pele).

"Esse sangue menstrual está circulando, está sendo expelido. Com isso, teremos uma alta quantidade de minerais, vitaminas e hormônios. Na pele madura, o estrogênio ajuda no processo de firmeza e revitalização facial", indica.

Mesmo assim, o indicado pela especialista seria aderir a cosméticos que mimetizam esses hormônios para melhorar a vitalidade da pele. Assim, o composto poderá ser usado diariamente, e não apenas durante a menstruação. "Com mais periodicidade, a resposta do uso vai, evidentemente, melhorar".

Siga também o perfil geral do  Portal iG no Telegram   !

Contra indicações

Apesar dos supostos benefícios ligados ao skincare com sangue menstrual, Perusso alerta que fungos e bactérias presentes no canal vaginal podem causar problemas em alguns tipos de pele.

"Se o sangue é aplicado em uma pele que tenha rosácea ou alguma patologia, por exemplo, é possível desencadear uma contaminação, infecção ou irritação. É importante ter esse cuidado", reforça.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários