Manicure faz unha de cliente com Covid-19
shutterstock
Manicure


Uma manicure de Washington, nos Estados Unidos, resolveu expor uma atitude bastante irresponsável de uma cliente. Segundo publicação do jornal Daily Mail, Taylor, que trabalha em um salão chamado Rogue Menai, atendeu uma mulher que estava infectada com o novo coronavírus, mas que não avisou nada a ninguém do salão. 

"Eu estou me sentindo muito mal e não deveria ter ido no meu horário, mas eu precisava desesperadamente fazer as minhas unhas! Fui diagnosticada com o coronavírus há dois dias, então, por favor, fique de quarentena", disse a cliente em uma mensagem enviada a Taylor depois de fazer suas unhas.

A manicure havia questionado a cliente se ela esteve em contato com o vírus e ela respondeu que não. "Você sabe que eu estou com a imunidade comprometida e que não deveria te atender se você esteve exposta à doença", argumentou a profissional na conversa. De acordo com os requisitos da segunda fase do enfrentamento à pandemia em Washington, para prestadores de serviços pessoais, "os clientes devem fazer uma auto-avaliação de sinais e sintomas de Covid-19 antes de chegar ao local".

Mas a cliente tentou se eximir da culpa, afirmando que estava desesperada para sair de casa, já que estava de quarentena havia dois dias e precisava muito fazer as unhas. "Você viu como elas estavam ruins!", disse.

Taylor, é claro, ficou inconformada e decidiu expôr o caso para proteger outros profissionais. "Vamos proteger a nós mesmos e uns aos outros. Se há algo que aprendi nas últimas 24 horas, é que pode haver um punhado de pessoas irresponsáveis como esta ex-cliente que fez isso comigo, mas este mundo é um lugar lindo, com muitas pessoas dispostas a fazer o que está certo", disse a manicure. "Continue sendo bom para os outros e vamos expulsar esse vírus daqui. E, para todos que continuam comentando, a cliente foi denunciada", afirmou.


    Veja Também

      Mostrar mais