A norte-americana Audrey Kateg, de 29 anos, é mais uma mulher que teve de encarar os cabelos brancos desde cedo. Como ela conta ao perfil Grombe, que reúne histórias de mulheres e seus grisalhos no Instagram, os primeiros fios brancos apareceram ainda aos 18 anos. Hoje, ela diz ter aceitado o visual depois de encontrar inspiração nas redes sociais e afirma até ter aprendido muita coisa com isso.

cabelos brancos
Reprodução/Instagram
A americana Audrey Kateg exibe os cabelos brancos


A americana explica que na adolescência ficou arrasada com os cabelos brancos. Foram anos retocando raiz e tentando escondê-los de todas as formas, até que ela viu o que muitas mulheres passam: pintar o cabelo sempre cansa.

"Por mais de 10 anos, continuei gastando muito tempo e muito dinheiro, certificando-me de esconder minhas raízes a cada 4 semanas. Tornou-se cansativo", comenta. 


Foi aí que veio a inspiração as redes sociais para deixar os cabelos naturais e brancos. "Achei mulheres jovens e grisalhas no Instagram. Notei muitas mulheres da minha idade abraçando a beleza de ser grisalha", conta Audrey. 

Novo visual grisalho

Mesmo não sabendo como ficaria o novo visual, Audrey decidiu que queria dar uma chance. “No ano passado, decidi deixar crescer e adorei”, diz a americana.

cabelos brancos
Reprodução/@Grombre
Audrey e suas mechas brancas

Mas, tiveram alguns problemas durante o processo, como ela mesma explica. “Depois de quatro meses deixando meu cabelo natural, fui até um salão de beleza para tingir o resto para combinar com as minhas raízes e, infelizmente, a tinta acabou cobrindo meus cabelos brancos naturais”.

Mas, ela não deixou esse contratempo a abalar e decidiu procurar outro hair stylist para seguir na transição para os cabelos brancos naturais. “Hoje me impressiono com o quanto eu me sinto bonita com meus cabelos brancos. Não sinto que pareço mais velha do que sou”, comenta.

Audreu está grávida e fala também que ser grisalha tem a ensinado bastante. “Ter cabelos brancos está me ensinando a ter paciência todos os dias. Isso está me fazendo perceber que os ideais de beleza podem evoluir, crescer e mudar. Em breve terei 30 anos e uma mãe e uma mulher que se sentem confiantes em minha própria pele”, completa Audrey.

    Veja Também

      Mostrar mais