Tamanho do texto

A experiência do médico, o procedimento escolhido e os cuidados depois da cirurgia são os fatores que influenciam para um resultado mais satisfatório

Segundo levantamento da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS), a lipo é o procedimento mais realizado no Brasil. Mas você sabia que para ter um bom resultado da lipoaspiração é muito importante escolher o tipo certo e focar no pós-operatório?

Leia também: Necessidade ou pressão estética? O que está em jogo na cirurgia plástica

lipoaspiração
shutterstock
O resultado da lipoaspiração vai depender, principalmente, do tipo de procedimento e dos cuidados pós-operatórios

O cirurgião plástico Paolo Rubez, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), explica que os cuidados pós-operatórios são fundamentais para o paciente ter o resultado da lipoaspiração desejado depois da cirurgia. Isso porque deixar de seguir as indicações do médico pode causar uma série de problemas, como inchaço e deformação. 

É preciso ter em mente que os resultados não dependem só do médico, mas também de muito repouso,  fisioterapia pós-operatória e uso da cinta de compressão. "A cinta é o principal item na recuperação, pois contribui para o reposicionamento e cicatrização dos tecidos, ajuda o organismo a reabsorver os líquidos que causam o inchaço e previne sangramentos."

Já os recursos fisioterapêuticos trazem inúmeros benefício, segundo o médico. "Desde a recuperação mais rápida e a diminuição gradual do tempo de repouso, até a prevenção de fibroses e a restauração do fluxo sanguíneo e linfático. Tudo deixa a área operada livre de irregularidades". 

Outro fator muito importante que também influencia no resultado é o tipo de procedimento escolhido. Beatriz Lassance, cirurgiã plástica e membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), complementa informando que, antes de tudo, é importante saber que há muitos nomes diferentes, mas que, no fim das contas, todos são lipoaspiração.

Leia também: "Boca Rosa" admite lipoaspiração, mas como isso afeta seus seguidores?

Lipoaspiração e 4 procedimentos complementares

lipoaspiração
shutterstock
Para se ter um resultado da lipoaspiração satisfatório, é importante entender como cada tipo de procedimento funciona

A lipoaspiração é aquele procedimento em que a gordura é aspirada através de uma cânula e depende da área a ser operada. Procedimentos que englobem abdômen, costas e braços, por exemplo, podem demorar cerca de quatro horas e necessitam de anestesia geral. 

Segundo a profissional, a quantidade de anestésico total tem de ser respeitada, pois há um limite que quando ultrapassado pode causar até parada cardíaca. “Já o pós-operatório inclui também a realização de drenagens linfáticas e ultrassons para reduzir o inchaço”, diz.

No caso dos diferentes tipos, estão os procedimentos complementares que podem fazer com que a lipo tenha um resultado diferente; confira abaixo: 

1. Lipoescultura

A cirurgiã explica que a lipoescultura é o procedimento onde, após a lipoaspiração, a gordura é enxertada novamente no corpo para dar volume em outra área, como nos glúteos ou em rugas e vincos do rosto, sendo que parte dessa gordura é absorvida pelo organismo. Nesse caso, o pós-operatório é o mesmo da lipo comum. 

2. Vibrolipoaspiração

“Com a mesma indicação, tempo e cuidados pós-operatórios, a vibrolipoaspiração é realizada com a ajuda de um aparelho que causa uma vibração na cânula, fazendo com que esta penetre na gordura mais facilmente, o que auxilia na sua retirada”, afirma Beatriz.

3. Lipoaspiração a laser

A lipoaspiração a laser é um procedimento onde, antes de se aspirar a gordura, utiliza-se uma cânula que emite um laser em sua ponta para dissolver a gordura. Isso queima pequenos vasos, reduzindo o sangramento, e ainda proporciona a retração da pele. “É indicada para pacientes que apresentam flacidez de grau leve além da gordura localizada”, explica. 

4. Hidrolipoclasia

A hidrolipoclasia é iferentemente dos outros procedimentos, em que a gordura é aspirada através de cânulas. Nesse caso, se injeta uma solução de soro fisiológico e água destilada na gordura seguida da aplicação de ultrassom no local que visa liquefazer a gordura, que, por sua vez, será absorvida pelo organismo.  

Leia também: Caso Evelyn Regly: o que fazer depois de uma cirurgia plástica malsucedida?

De que forma o resultado da lipoaspiração depende do médico?

médica e paciente
shutterstock
A conversa entre médico e paciente também é importante para o resultado da lipoaspiração e o entendimento pós-cirurgico

Sabendo que boa parte do procedimento depende do médico, é importante conhecer o seu. Afinal, o resultado também está ligado à um profissional habilitado e de um local adequado. "Ele deve ser membro da SBCP e o hospital deve ter infraestrutura. É o cirurgião que irá avaliar o tamanho da cirurgia para que não se torne um procedimento muito extenso e aumentem os riscos de complicações", explica Paolo.

É no consultório que vai ser explicado, por exemplo, qual é o tipo de lipo mais indicado para  a sua necessidade. Além disso, também é o momento em que o paciente será orientado sobre quais exames devem ser feitos antes da cirurgia e os cuidados depois. 

Em caso de um resultado da lipoaspiração  que tenha sido malsucedido, é importante notificar o médico para idenficiar o erro ou, dependendo da circunstância, procurar outro especialista.  "Deve-se aguardar no mínimo por seis meses para que ocorra a cicatrização e a melhora do inchaço para avaliar a eventual realização de um retoque", finaliza.