Tamanho do texto

O Delas ainda conversou com um especialista para dar dicas e evitar os possíveis problemas causados pelas próteses de silicone; confira entrevista

Quando falamos sobre procedimentos estéticos, é sempre importante mostrar todos os lados da história. E Bella Falconi fez exatamente isso ao compartilhar uma foto sua no Instagram para falar da experiência que teve com próteses de silicone e por que precisou substituí-las. 

Leia também: Necessidade ou pressão estética? O que está em jogo na cirurgia plástica

Bella Falconi fez alerta nas redes sociais sobre um problema de saúde que pode ter sido causado por próteses de silicone
Reprodução/Instagram/bellafalconi
Bella Falconi fez alerta nas redes sociais sobre um problema de saúde que pode ter sido causado por próteses de silicone

Segundo relato nas redes, a nutricionista teve a saúde prejudicada por causa do tamanho das próteses de silicone  e decidiu fazer um alerta para seus 3,8 milhões de seguidores. "Mulheres, prestem atenção nisso que vou compartilhar. Prótese mamária é coisa séria e tem que ser muito bem pensada e bem discutida", escreveu na legenda da imagem.

"Eu convivi 10 anos com uma prótese de 425 ml submuscular e não me dava conta do quão prejudicial ela estava sendo para minha respiração. (...) Segundo o meu médico, as próteses me causaram afundamento torácico, além de estarem lateralizadas (literalmente saindo por escanteio hahaha). Era quase 1 kg de prótese. Louco né? A base da minha ex-prótese era maior que a de um pires grande, agora imagina uma do lado da outra?"

Bella Falconi também compartilhou como "é bom respirar fundo e sentir o ar 'vindo'" depois da remoção das antigas próteses, já que uma das condições causadas pelo afundamento torácico é a interferência no funcionamento dos pulmões. 

O que dizem os especialistas sobre as próteses de silicone?

Segundo médico, é raro que as próteses de silicone causem problemas como o de Bella Falconi, mas é preciso ter cuidado
shutterstock
Segundo médico, é raro que as próteses de silicone causem problemas como o de Bella Falconi, mas é preciso ter cuidado

Ao Delas , Wendell Uguetto, cirurgião plastico da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e do Hospital Albert Einstein, afirma que é bem raro uma prótese de silicone causar problemas como um afundamento torácico.

"Nesse caso, não é possível saber se o implante foi a causa principal ou se já havia uma deformidade, mas ele pode ter favorecido esse afundamento por ser submuscular, ou seja, abaixo do músculo e em contato direto com as costelas." 

Assim, o profissional explica que é preciso tomar alguns cuidados para que a mulher não se arrependa depois do implante e não seja preciso fazer uma  cirurgia plástica reparadora  . "A primeira coisa é fazer a escolha adequada do tamanho. O principal arrependimento das pacientes que têm silicone no seio é ter colocado volume muito grande."

Ele afirma que, quanto maior o tamanho, maior o peso nos seios e isso pode deixar as mamas caídas, a pele flácida e até mesmo causar problemas de coluna. "Já quando o erro é colocar um implante menor, é fácil de ser resolvido trocando por um tamanho maior", diz.

Outras questões que devem ser analisadas são o formato, vias de acesso e posição, ou seja, se é em cima ou embaixo do músculo. Tudo isso deve ser orientado pelo médico responsável pelo procedimento, assim como todas as complicações possíveis e cuidados pós-operatórios. 

Segundo o especialista, os cuidados depois da cirurgia também precisam ser bem feitos para evitar problemas no futuro, inclusive obrigando a mulher a trocar o implante antes do "prazo de validade" de 10 anos indicados pela ANVISA. 

Entretanto, a recomendação para as pacientes que não estão  confortáveis com o tamanho da mama é sempre fazer a troca — considerado um procedimento simples. "Se a insatisfação é que os seios estão muito pequenos, você pode aumentar esse volume com próteses de silicone ou se acha que elas estão muito grandes, pode fazer uma redução", finaliza o cirurgião plástico.