Tamanho do texto

Especialista tira dúvidas e dá lista de procedimentos estéticos para mamães que ainda estão amamentando

Após a gravidez, até 80% das gestantes sofrem com consequências comuns como: olhar a barriguinha mais flácida, perceber algumas estrias e manchas na pele. São aproximadamente 40 semanas com restrições na rotina, tratamentos e nos cuidados com o corpo, já que muitas substâncias podem ir direto para o bebê.  

+ Xô, olheiras! Veja as causas e como melhorar a aparência da região

Os tratamentos estéticos que podem ser feitos durante a amamentação
Stacie Turner Photography
Os tratamentos estéticos que podem ser feitos durante a amamentação

Uma ajudinha extra é sempre bem-vinda, e para quem busca entrar em forma com auxílio da tecnologia e dos equipamentos estéticos, a especialista Renata Guidi, pesquisadora e fisioterapeuta dermatofuncional da Ibramed, explica que alguns tratamentos corporais já podem ser realizados pelas mamães 30 ou 40 dias após o parto - já para os tratamentos faciais não há restrição de tempo. 

Como conquistar seios perfeitos a la Bruna Marquezine? Veja dicas e exercícios

Conheça os tratamentos que estão liberados durante a fase de amamentação e veja algumas dicas: 

Flacidez facial – Liberado com cautela 

A radiofrequência é uma técnica bastante utilizada no tratamento da flacidez da pele, porém deve ser utilizada com cautela durante a amamentação. O equipamento gera um calor intenso, que pode deixar algumas pessoas tensas e incomodadas e prejudicar a produção do leite materno.  

A dica é evitar esse tipo de tratamento durante o aleitamento do bebê e procurar outras técnicas que também possibilitam resultados eficazes. A estimulação por microcorrente, por exemplo, é indicada para o tratamento da flacidez de pele e não causa desconforto ou qualquer tensão na paciente. 

Tratamento para as estrias – Evitar 

No caso das estrias, os tratamentos estéticos que apresentam melhores resultados envolvem procedimentos minimamente invasivos que utilizam agulhas, como a técnica de carboxiterapia e o eletrolifting, não sendo adequados para mulheres no período de lactação.  

Gwyneth Paltrow: conheça os 7 truques de beleza da atriz

A técnica pode promover alteração de sensibilidade, edema e certo desconforto local. Além disso, por se tratar de um procedimento com agulhas pode causar ansiedade, tensão e um certo grau de estresse, podendo interferir nas taxas de liberação hormonal, como da prolactina, que tem a função de estimular a produção do leite materno. 

Gordura localizada e celulite – Liberado  

Sessões com ultrassom terapêutico de alta potência associado à Corrente Aussie é uma terapia confortável e apresenta excelentes resultados nos tratamentos da gordura localizada e celulite associado à tonificação muscular ou drenagem linfática. A radiofrequência também pode ser utilizada para este propósito, porém com cautela. 

    Leia tudo sobre: Gravidez
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.