O que você precisa saber para ter um relacionamento virtual seguro e saudável
Pexels/Marcus Aurelius
O que você precisa saber para ter um relacionamento virtual seguro e saudável





Os tempos pandêmicos estão sendo duros para todo mundo, mas as pessoas solteiras podem sofrer um pouquinho a mais.  Em tempos de pandemia, os aplicativos de relacionamento tiveram um boom de acesso e usuários , e muitas pessoas passaram a buscar por um relacionamento virtual.


Apesar de parecer inviável, o relacionamento virtual ou webnamoro é um tipo de relação que pode dar certo para muitas pessoas. No entanto, o relacionamento virtual (ao menos o início dele) requer alguns cuidados específicos para manter a sua segurança. Afinal, golpes podem ocorrer tanto nesse tipo de relação quanto nos relacionamentos presenciais .

Veja a seguir algumas dicas importantes que deixam a paquera on-line mais gostosa e mais segura.

Não passe seus dados pessoais a ninguém

É preciso manter os pés no chão mesmo que o coração tenha acelerado com aquela pessoa que acabou de conhecer. Evite passar informações como localização (onde mora e trabalha, por exemplo), nomes completos (o seu ou de familiares), dados bancários e número de documentos. Se a pessoa com quem você deu match está pedindo esses dados, pare de conversar e bloqueie.

Cuidado com perfis fake

Mesmo que alguns aplicativos de relacionamento afirmem que não aceitam perfis fakes, Sofia Menegon, consultora de sexualidade e apresentadora do podcast Louva a Deusa, diz que existe, sim, a possibilidade de encontrar com pessoas irreais ou informações que não condizem com a realidade. A prática, chamada de catfish , infelizmente pode ser comum na Internet.

Você viu?

Por isso, busque provas de que aquela pessoa é real, como videochamadas ou perfis nas redes sociais. “Observe se o perfil tem mais de uma postagem, se tem seguidores e se amigos seus seguem. Perceba se as imagens correspondem àquilo que a pessoa diz sobre ela”, diz Menegon. Ela afirma que o sinal vermelho deve ser acionado quando o perfil não possui fotos (ou fotos sem pessoas) e sem seguidores. O iG Delas já deu algumas dicas de como identificar se o crush está mentindo em aplicativos de namoro .

Fotos íntimas protegidas

Para proteger sua identidade e intimidade, é importante enviar fotos íntimas sem detalhes que te entreguem. Não mostre o rosto completo. Esses detalhes são importantes principalmente quando se está começando a conhecer a outra pessoa — nunca se sabe quando alguém tem a intenção de divulgar as fotos na internet.

Não tenha encontros presenciais sozinha

Encontros na pandemia precisam de cuidado redobrado, seja para prevenir a contração da Covid-19 ou para se manter em segurança. Como locais públicos talvez não sejam uma opção, é mais difícil encontrar uma maneira de conhecer a pessoa sem que os dois fiquem a sós. “Tente organizar um pequeno encontro de casais: você, o crush e mais um casal de amigos”, sugere. Se mesmo assim optarem por ficar sozinhos, avise a alguém de confiança sobre sua localização, horários e a pessoa com quem vai estar.

Pense no que quer

Menegon afirma que é importante ter em mente quais são suas pretensões. Então, defina para si mesma se quer um namoro sério ou só conhecer outras pessoas, e deixe isso bem claro ao crush. “Essa história de joguinhos dificilmente resulta em relacionamentos muito saudáveis”, afirma. Apesar da distância, um relacionamento virtual não deixa de ser uma relação séria. Por isso, é preciso afirmar quais são os limites e evitar que alguém acabe com o coração partido.

Seja você mesma

Muita gente fica sem saber o que dizer ou como agir em aplicativos de paquera, mas Menegon explica que, por mais que a expressão pareça clichê, ser você mesma é importante para caso o relacionamento virtual se desenrole e se torne algo mais duradouro. “Fale a verdade sobre o que você gosta, sobre seus planos, expectativas e sobre quem é. Isso vai poupar muita dor de cabeça e discussão”, diz.

Encolhendo a distância

Quando um relacionamento virtual está dando certo, é normal querer encurtar a distância com o crush. Na impossibilidade de se verem fisicamente, use a tecnologia a seu favor. “As chamadas de vídeo permitem jantares especiais, participar do dia a dia da outra pessoa, conhecer familiares e até momentos de maior intimidade”, diz Menegon.

No entanto, a consultora de sexualidade ressalta a importância de se resguardar em relação às imagens íntimas. “Vale lembrar que as imagens podem, sim, ser vazadas. Então, tenha muita cautela sobre o que revela à pessoa do outro lado da tela”, diz.

DR virtual

Como dissemos, o relacionamento virtual não deixa de ser sério por não ter o contato físico. Muito pelo contrário, é possível que, caso as pessoas queiram continuar se relacionando, precisem conversar e determinar detalhes sobre o relacionamento.

“O relacionamento virtual pode ter acordos e pactos definidos, além de exigirem responsabilidade afetiva e disposição para arcar com os compromissos firmados. Então, a boa e velha DR é muito bem-vinda no começo, no meio e até no fim do namoro on-line”, afirma Menegon.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários