Já estamos há mais de um mês vivendo o distanciamento social por conta da pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2). E quem está em casa, isolado com a família, já sente alguns efeitos. Alguns casais sofrem com a convivência intensa e há quem ainda tem dúvidas: como fazer sexo seguro nesse momento e não se contaminar?

casal na cama
shutterstock
Para ter um sexo seguro durante a pandemia de coronavírus é preciso respeitar regras de isolamento e mais alguns cuidados


O assunto já foi tema de reportagem aqui no Delas e, segundo o urologista e sexólogo Danilo Galante, se ambos estão juntos no isolamento e estão saudáveis, não há motivo para não fazer sexo . Entretanto, o sexo casual e entre casais que estão separados deve ser evitado. 

Além disso, há algumas dicas práticas para conseguir tornar o sexo seguro nesse momento até para aqueles que estão juntos na quarentena. Quem nos dá as sugestões é Ana Carolina Lúcio Pereira, ginecologista membro da Febrasgo (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia). 

Sexo seguro em tempos de pandemia

O primeiro ponto é ressaltar que não há estudos que indiquem a contaminação pelo novo coronavírus por meio sexual. “A medida em que o surto de Covid-19 progride, tornando-se uma pandemia, fica claro que o principal modo de transmissão se dá por meio de gotículas respiratórias ou ao tocar uma  superfície infectada e depois tocar nos olhos, nariz ou boca", relembra a médica.

Ainda assim, Ana Carolina afirma que é preciso seguir alguns cuidados na prática sexual. 

  • 1. Tempo de isolamento sem sintomas + proteção ao sair de casa

Segundo a ginecologista, vale se atentar para o tempo que o casal está isolado e como eles se comportam quando precisam sair de casa. Esses fatores ajudarão a determinar se o sexo e ou o contato entre o casal será seguro. 

"Se você e seu parceiro estão em isolamento social há mais de duas semanas [geralmente o tempo que o vírus se manifesta], tomam o máximo de cuidado ao sair de casa apenas para as ocasiões mais necessárias, como ir ao mercado ou à farmácia, usando máscaras, não há problema na prática sexual", afirma Ana Carolina

  • 2. Higiene antes e depois do sexo

A médica ainda indica que o casal tome banho antes e também depois da relação sexual. Já uma recomendação que, caso precise sair, tire as roupas "da rua" e tome um banho assim que chegar em casa, para evitar levar o vírus para o ambiente doméstico. O banho aqui tem a mesma função, não levar nenhuma contaminação para a cama e para o parceiro (a). 

Leia também: Como se cuidar e limpar a casa em tempos de coronavírus

  • 3. E os beijos?

De acordo com Ana Carolina, é melhor evitá-los. "Vale lembrar que a orofaringe é um sítio do Covid-19 podendo, então, ser transmitido pelo beijo", diz a ginecologista. 

"A masturbação, carícias no corpo, masturbação a dois (hétero ou homo) e relação sexual pênis-vagina apresentam menor risco, com camisinha e sem beijos”, resume a médica sobre sexo seguro neste momento. 

    Veja Também

      Mostrar mais