Durante a pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2), muitas pessoas aderiram ao isolamento social e, em sua maioria, estão sem um companheiro. Por isso, a procura por  brinquedos sexuais  cresceu exponencialmente.

Leia também: Quer introduzir brinquedos eróticos na sua vida sexual? Veja dicas

vibrador
shutterstock
Usar produtos sexuais de verdade é o mais recomendado


No Reino Unido, o que mais cresceu nessa quarentena foram as pesquisas por  alternativas caseiras dos sex toys (mais de 23 mil buscas). Entre elas como fazer o próprio lubrificante e vibrador.

Na hora do 'vamos ver', os britânicos estão usando seus iPhones como estimuladores por causa da vibração do aparelho. Pepinos também têm sido muito requisitados, por causa de seu formato e tamanho. A lista de itens caseiros usados como brinquedo sexual também está o pilão - utilizado para moer ingredientes.

Mas o improviso em casa não é saudável, a diretora clínica do PatientAccess.com,  Sarah Jarvis, adverte que usar esses itens pode contaminar a região íntima ou até machucar.

"Estamos com o celular o tempo inteiro e há um alto risco de ficarem contaminados com diversos germes, usá-lo sexualmente traz um alto risco de contaminar a região íntima . Os vegetais podem machucar internamente e a última coisa que você precisa é de ir ao pronto-socorro agora", disse Sarah em entrevista ao jornal The Sun .

Quem também desaprova essas aventuras é a especialista em sexo e relacionamento, Annabelle Knight. "Os brinquedos sexuais caseiros nunca são uma boa ideia. Os designers fazem anos de estudo, conhecimento e pesquisa para garantir que você tenha uma experiência sexual segura, especialmente se a brincadeira anal é a sua bagagem", explica.

Leia também: Veja os brinquedos eróticos que mais combinam com o seu signo

"Existem muitos brinquedos acessíveis por aí, projetados especificamente com o seu prazer em mente, então não há realmente nenhuma razão para seguir o caminho dos brinquedos sexuais caseiros ", finaliza Annabelle.

    Veja Também

      Mostrar mais