Já faz pelo menos uma semana que, aos poucos, as pessoas no Brasil todos vão interrompendo suas atividades por conta da pandemia do coronavírus . A ação é uma medida para diminuir a propagação do vírus e aliviar o sistema de saúde. Com a liberação de home office para alguns profissionais, muitas pessoas ficarão em quarentena - e isso inclui os casais. 

Um casal está sentado no sofá, e os dois estão de braço cruzado; a mulher está de costas para ele e encara o vazio; o homem é visto de perfil e está olhando para frente
shutterstock
O Delas separou 7 dicas para evitar atritos e se reconectar com o par durante o isolamento social


“Quanto mais duas pessoas convivem, mais há chance para atritos e discussões no dia a dia”, explica o urologista e sexólogo Danilo Galante. A situação fica ainda mais tensa levando em conta a situação de incertezas e ansiedade em nível global. O médico explica que é importante o casal em quarentena manter um clima harmonioso e de conforto dentro de casa - já que vamos ficar dentro delas com nossos(as) parceiros(as) até a situação com o coronavírus estabilizar.

Pensando nisso, o Delas conversou com Galante e chegou a 7 dicas para conseguir manter o relacionamento de maneira saudável durante o isolamento social . Confira aqui.

1. Respeite a rotina e o espaço do(a) parceiro(a)

casal trabalhando junto
shutterstock
É importante que o casal em quarentena delimite para o outro suas rotinas e o tempo em que pode precisar ficar "indisponível"



Em uma situação normal, o casal tem rotinas separadas: trabalho, academia, dia fixo para sair com os amigos… Mesmo em isolamento social, é preciso se lembrar que os dois são pessoas individuais com ritmos, rotinas e funções diferentes. Respeite os horários de trabalho, no caso de quem aderiu ao home office , e de descanso que o outro pode precisar.

Leia também: Monte seu escritório sem sair de casa

Faça chamada de vídeo no quarto com os amigos enquanto o(a) parceiro(a) termina o horário de trabalho na sala. Aproveitem o tempo para aperfeiçoar aptidões separadamente. Tente se manter em sua rotina da maneira que for possível. Permita e incentive que seu par faça o mesmo.

2. Estabeleçam regras

Precisa de algumas horas do dia em silêncio para se concentrar na leitura? Ou a casa está uma bagunça porque o parceiro não é organizado? Tudo isso precisa ser conversado para ter uma convivência harmoniosa e respeitosa. Galante aconselha que o casal converse para estabelecer limites e necessidades para organizar o dia a dia. 

3. Proponha um “rodízio de cômodos”

casal conversa e se diverte tomando café
shutterstock
Proponha turnos e horários para cada um poder usar os cômodos individualmente


Não é todo mundo que tem um escritório em casa. Assim, quem está fazendo home office precisa improvisar espaços na casa para trabalhar. Caso você seja uma daquelas pessoas que gosta de trabalhar sem ninguém por perto, sugira ao parceiro que vocês fiquem separados durante o horário de trabalho. “Assim um não entra na rotina e não atrapalha o horário do outro”, diz.

4. Se reconectem e recriem interesse um pelo outro

casal deitado na cama conversando feliz
shutterstock
Com o tempo de sobra, o casal pode pensar em se reconectar, conversar e acertar possíveis pendências


Para Galante, mais do que nunca este é um momento de aproximação. Isso porque, pelas orientações de ficar em casa, as pessoas estão com tempo de sobra - o que é algo raro. “Já que fomos ‘forçados’ a ficar confinados, por que não aproveitar?”, propõe o sexólogo.

Agora é hora de colocar o papo em dia e valorizar o momento de união do casal em quarentena. Conversem sobre a rotina, se permitam discutir sobre as coisas, maratonem uma série legal e abram espaço para falar sobre lembranças e sentimentos. “Use o tempo para acertar aqueles pontos que estão em falta”, diz. É hora de usar o tempo para acender a chama um pelo outro!

Leita também: Como lidar com o tédio e a ansiedade no isolamento social

5. Tentem coisas novas para apimentar o relacionamento

homem beija mulher na cama
shutterstock
Segundo o urologista e sexólogo Danilo Galante, é hora de explorar a imaginação e experimentar os desejos com o parceiro no sexo


Vocês agora também têm tempo de sobra para explorar os desejos na hora do sexo. “Se deixar, tem casal que fica 40 dias sem transar”, brinca Galante. A transa não deve ser vista como uma obrigação ou papel a cumprir, mas como um momento de descobrimento e de conexão entre os dois. Vale criar fantasias e jogos sexuais, se inspirar em vídeos de massagem tântrica, usar óleos ou brinquedos… Enfim, explore a imaginação até o nível em que achar confortável.

Leia também: Sexo em tempo de coronavírus: como me prevenir? 

O médico indica dois exercícios para o casal estimular a libido e conhecer o parceiro. Confira:

  • Função cognitiva 1: Passe as mãos pelo corpo do parceiro, suavemente e sem pressa. Não toque em nenhum momento a região genital. O objetivo é descobrir onde o outro gosta de ser tocado em outros lugares. Fique de olho nos arrepios e reações de quem está recebendo a carícia.
  • Função cognitiva 2: O exercício consiste em tocar a região genital do parceiro sem necessariamente ter a intenção sexual. É uma maneira de conhecer e explorar o corpo do outro.

6. Reservem um tempo curto para as informações

metrô na chine; usuários do metrô estão usando máscaras
shutterstock
Para manter a saúde mental, é preciso controlar a sobrecarga de informações sobre o coronavírus; foto de metrô na China, em janeiro de 2020


É importante, sim, estar atento aos acontecimentos relacionados ao coronavírus no mundo todo, mas vocês não precisam fazer isso 24 horas por dia. É preciso relaxar e pensar também na saúde mental. Galante sugere que o casal crie uma rotina para acompanhar as notícias juntos - e falem sobre isso apenas por um determinado período de tempo.

“Reservem até uma hora para se informar sobre o assunto o dia todo. Evite ficar se atualizando sobre as mortas da Itália, por exemplo, de cinco em cinco minutos pelo WhatsApp”, o médico sugere. É importante que os dois se apoiem para conseguir reduzir a ansiedade e manter a saúde mental equilibrada.

7. Esqueçam a tecnologia!

mãos mexendo no celular
Thinkstock/Getty Images
Pense com o seu par em maneiras de fracionar o consumo de notícias e prezem por atividades manuais


Galante indica que o momento para o casal na quarentena é de se desligar do grande fluxo de informações e dos celular e focar nas atividades manuais. “Fechem um horário para fazer atividade física, como pular corda, ou busque vídeo aulas de exercícios para fazer dentro de casa”, sugere.

Também é um tempo bom para aprender novas atividades: vale pintar, desenhar, cozinhar , bordar, estimular o raciocínio com jogos de carta e de tabuleiro.... Enfim, o que a criatividade deixar.

    Leia tudo sobre: amor

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários