Tamanho do texto

Pearl Derriere tem 29 anos, mora nos Estados Unidos, é adepta do poliamor e defende que toda experiência sexual, desde que consentida, é bem-vinda

Esta norte-americana ganhou as páginas do jornal "Mirror" por uma ideia, no mínimo, ousada. Pearl Derriere é uma organizadora de eventos, tem 29 anos e mora em Denver, nos Estados Unidos. Segundo o jornal, ela planeja fazer a maior festa de  sexo do mundo. 

Pearl Derriere quer organizar a maior festa de sexo do mundo, defende conceito de
Reprodução/Instagram
Pearl Derriere quer organizar a maior festa de sexo do mundo, defende conceito de "sex positive" e vive relação de poliamor


O desejo de Pearl é reunir 1000 pessoas nesta festa - até hoje o recorde é de um evento de sexo no Japão, que contou com 500 pessoas, de acordo com o tabloide. A norte-americana tem apenas algumas regras que devem seguidas no evento: levar um amigo, usar camisinha e desligar os aparelhos celulares. 

"Pessoas pensam que festas desse tipo vieram à tona recentemente, mas a verdade é que elas sempre existiram e estiveram bem debaixo de nossos narizes todo o tempo", comenta Pearl. 

A data e o local do evento ainda são mantidos em segredo. 

Festa do sexo, "sex positive" e poliamor

Além de frequentar festa de sexo, Pearl vive um relacionamento aberto com um homem e uma mulher
shutterstock
Além de frequentar festa de sexo, Pearl vive um relacionamento aberto com um homem e uma mulher

O tal evento é voltado para os adeptos do "sex positive". Esse movimento defende que toda prática e experiência com sexo é bem-vinda, desde que tenha consenso entre todas as partes envolvidas. É uma forma de se conhecer, experimentar novidades e ainda ter prazer. 

Pearl também se mostra totalmente aberta e livre de preconceitos quando o assunto é sexo ou relacionamentos. Ela diz ao jornal que perdeu a virgindade aos 16 anos e, no ano seguinte, já era adepta de orgias e sexo em grupo .

Além disso, não sabe quantos parceiros já teve. "Pessoas acham, pelo meu estilo de vida, que sou louca por sexo, mas esse não é o caso", fala a mulher. "Mas eu parei de contar com quantas pessoas eu já dormi desde que passei dos 100", completa. 

No momento, ela conta que vive uma relação de poliamor . Ela mora com o namorado, Dan Patrick, de 35 anos, e sempre visita a namorada, Tomi Tailey, de 30 anos. Embora diga que os três já tenham dividido a mesma cama, ela fala que os companheiros não costumam fazer sexo entre eles. 

Leia também: 3 dicas para se aventurar no poliamor ou em um relacionamento aberto

"Para mim, não consigo imaginar apenas uma pessoa preenchendo todas a minhas necessidades físicas e emocionais pelo resto da minha vida, por isso fazer swing e outras coisas tem sentido para mim."

Mesmo em um relacionamento, Pearl fala que os parceiros aceitam que ela participe de uma  festa  como que está planejando. "Posso ir a um evento com Dan e dormir com outra pessoa , às vezes até um amigo, mas isso não o incomoda. É assim que a nossa relação funciona. Não precisamos ficar inseguros porque sabemos o valor um do outro", detalha Pearl. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.