Tamanho do texto

Pesquisadores descobriram que, quanto mais se gasta com a cerimônia e com as alianças, maiores as chances do casal se separar, mas lua de mel é positiva

Planejar um casamento dos sonhos pode custar caro, mas a boa notícia é que, quanto mais barata a cerimônia, maior a probabilidade do casório durar. A ideia de que o casamento é um momento único e que precisa ser como em um conto de fadas  ainda é muito forte, mas pesquisadores concluíram que apostar em algo simples traz benefícios para a relação.

Para ter um casamento dos sonhos, muitos noivos gastam horrores, mas um estudo aponta que gastar menos é melhor
shutterstock
Para ter um casamento dos sonhos, muitos noivos gastam horrores, mas um estudo aponta que gastar menos é melhor


Para chegar a esta conclusão, os professores de economia Andrew Francis-Tan e Hugo M Mialon entrevistaram três mil pessoas casadas e descobriram que existem certas características que aumentam a probabilidade do casal se divorciar. Segundo o estudo, a quantia que os casais gastam em uma aliança e com o casamento dos sonhos , por exemplo, é inversamente associada à duração da relação.

Com os anéis de noivado, os pesquisadores descobriram que quanto mais dinheiro gasto, maior a probabilidade de se divorciar - especialmente quando o custo do anel chega a mais de US$ 2 mil (aproximadamente R$ 7,6 mil).

Levando em conta a amostra dos homens, gastar de US$ 2 mil e US$ 4 mil (aproximadamente de R$ 7,6 mil a R$ 15,3 mil) em uma aliança é um fator de risco para a relação, pois as chances de separação aumentam em 1,3 vezes se comparado a quem gasta de US$ 500 e US$ 2 mil (aproximadamente de R$ 1,9 mil a R$ 7,9 mil) no anel de compromisso.

Vale a pena pagar por um casamentos dos sonhos?

O mesmo vale para o preço da cerimônia , os casamentos que custam menos de US$ 1 mil (aproximadamente R$ 3,8 mil) indicam uma redução significativa na probabilidade de divórcio , e casamentos que custam mais de US$ 20 mil (aproximadamente R$ 76,6 mil) têm um aumento na probabilidade de separação de 1,6 vezes.

Os professores também descobriram que outra característica que afeta o risco de divórcio é quando um dos parceiros dá muita importância para a aparência do outro e deixa isso influenciar na relação. "Relatar que a aparência de um dos parceiros era importante na decisão de se casar é significativamente associado à duração mais curta do casamento ", afirma Mialon em entrevista ao portal britânico “The Independent”.

Felizmente, nem todos os gastos representam risco para o casamento . Embora os anéis e as cerimônias caríssimas possam estar relacionados ao divórcio, os pesquisadores descobriram no estudo que fazer uma lua de mel está fortemente associada a um risco menor de separação. Portanto, em vez de gastar para ter um casamento dos sonhos , parece mais vantajoso economizar o dinheiro para viajar pós o casamento.

    Leia tudo sobre: amor
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.