Tamanho do texto

O apetrecho é mais do que uma peça de decoração e pode ser explorado de várias formas, sendo perfeito para quem busca aliar conforto e prazer

Um acessório que muitos casais encontram em móteis, mas não sabem para o que serve nem como aproveitar é a poltrona erótica . Com um formato similar ao de um divã, o móvel é feito para ajudar o casal durante o sexo . Não existe um jeito certo de usá-lo, mas aqui vão algumas dicas para você não se sentir perdida quando encontrar esse “brinquedo”.

Leia também: Comemoração quente: 7 dicas para apimentar aquela festinha a dois

A poltrona erótica é ideal para quem busca conforto durante o sexo
shutterstock
A poltrona erótica é ideal para quem busca conforto durante o sexo


A poltrona erótica é ideal para quem busca conforto e prazer e é normalmente mais indicada para o sexo oral e penetração. Entretanto, nada impede que ela seja usada em jogos e fantasias.

Para quem não sabe por onde começar com esse apetrecho, vale se basear nas posições tradicionais do Kama Sutra. Em geral, elas podem ser reproduzidas no banco com facilidade.

Clássicas

Até posições clássicas como “papai e mamãe” e o “69” ficam mais divertidas quando feitas no acessório.

No caso do “papai e mamãe”, use o lado mais baixo do móvel. A mulher se deita virada para cima, com as pernas abertas posicionadas na lateral do divã, e o homem vem por cima dela, com as pernas abertas, como se estivesse montando o acessório e se deita sobre o corpo da parceira para a penetração.

Leia também: Os 10 pecados do sexo casual

Para o “69”, a mulher também se deita no lado mais baixo, com as pernas apoiadas no encosto mais alto do banco. O parceiro se coloca de pé, com as pernas abertas, em cima da cabeça da mulher, para que ela fique entre suas pernas, e se debruça nela para que os dois iniciem uma longa sessão de sexo oral.

Básicas

Uma das posições mais simples de se fazer é aquela em que a mulher monta no homem. Na poltrona, ele deve se sentar com as costas apoiadas na parte mais alta do acessório, ficando com as pernas abertas apoiadas na lateral e encostando no chão. Ela então se senta, virada para ele, e comanda a penetração. O interessante de fazer essa posição na caderia é que o corpo dela fica mais solto, pois dificilmente conseguirá apoiar os pés no chão, o que permite ao homem auxiliá-la na penetração, puxando seu corpo.

Essa pose também pode ser feita invertida. Com o parceiro sentado da mesma forma, basta que ela vire de costas e se encaixe nele. É interessante a mulher se segurar nas laterais do banco para facilitar a movimentação, deixando os pés apoiados no chão um pouco mais para frente, não diretamente na lateral do corpo, para mais controle e equilíbrio.

Leia também: Confira 29 lugares diferentes para transar

Outra ideia simples é fazer o “cachorrinho”. A mulher fica de joelhos no acessório com a barriga apoiada no encosto mais alto. O companheiro chega por trás, apoia um dos joelhos no acessório e mantém o outro no chão ao penetrá-la. Como as mãos ficam livres e o corpo dela fica mais ereto, se comparado a como essa posição é feita na cama, os dois podem se beijar e fazer outras carícias durante o momento, tornando-o mais prazeroso.

Criativas

Para ousar um pouco mais, tente posições mais criativas. A mulher pode tentar, por exemplo, se deitar de barriga para cima no encosto mais alto, para que o parceiro se coloque de pé em frente a ela, segurando suas pernas - que ela pode enroscar no tronco dele -, e se debruce levemente para realizar a penetração.

Outra ideia é pedir para que o companheiro se sente na parte mais baixa do banco, mas com as pernas para dentro e esticadas no chão, como se estivesse montando em uma moto. Depois, ele precisa se inclinir para trás, para que a mulher sente em cima dele, apoiada no encosto mais alto e virada para ele, com os joelhos flexionados e apoiados no estofado. 

Higiene

Ao chegar no motel, pode dar um pouco de receio usar um brinquedo que possivelmente outras pessoas usaram antes de você.

A vantagem é que, na maior parte dos estabelecimentos, existe um detalhamento do que é oferecido em cada quarto logo que se chega para escolher um, o que inclui avisar sobre a presença do móvel - oferecido até nos pacotes mais simples. Assim, neste momento vale perguntar sobre a higienização do apetrecho. Locais de qualidade realizam a esterilização do banco.

Leia também: Tem preconceito com motéis? Eles podem ser mais limpos que seu quarto!

Entretanto, se você ainda ficar na dúvida e for do tipo que pretende utilizar a poltrona com frequência, é possível comprar capas protetoras específicas em sex shops ou até mesmo levar um vidrinho de álcool etílico e uma flanela para limpá-la antes de usar (lembrando de deixar o álcool secar). O banco também pode ser comprado para quem quiser tê-lo em casa.

    Leia tudo sobre: amor
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.