Tamanho do texto

Posição missionário, em que o homem vai por cima, pode muitas vezes não satisfazer a mulher, mas talvez o casal esteja fazendo o ato de forma errada

A posição missionário no sexo , que é quando o homem vai por cima, nem sempre é a favorita dos casais. Pensando nos leitores do Delas , o “papai e mamãe” está apenas em quinto lugar nas posições mais testadas em 2017 . Entretanto, se você é uma das mulheres que já desistiu dela por não conseguir ter um orgasmo , talvez esta seja a hora de tentar mais um vez.

Posição missionário feita com a técnica de alinhamento do coito pode ajudar quem não consegue atingir o orgasmo
Shutterstock
Posição missionário feita com a técnica de alinhamento do coito pode ajudar quem não consegue atingir o orgasmo

Especialistas apontam que a forma de se fazer a posição missionário também é importante. Não basta a mulher ficar deitada de barriga para cima e o homem vir por cima. Como o casal “se encaixa” também é de extrema importância para o sucesso da relação sexual.

Normalmente, o homem realiza um movimento quase que horizontal na mulher, mantendo seu peito na mesma altura que o dela. Isto pode fazer com que o clitóris da mulher, o único órgão do corpo humano destinado exclusivamente para o prazer , seja pouco estimulado. O problema disso é que muitas mulheres só conseguem atingir um orgasmo quando o clitóris é estimulado.

Como garantir um orgasmo

Para melhorar a experiência dos casais, especialistas no assunto desenvolveram ao longo dos anos, após diversos estudos, uma técnica chamada “Técnica do Alinhamento do Coito”, que apesar do nome estranho é super simples de ser colocada em prática.

A técnica nada mais é que outra forma de se fazer a posição missionário. Ao invés do homem ficar alinhado com a mulher, fazendo o movimento horizontal, ele deve ficar um pouco mais para cima, trabalhando em um movimento vertical, para cima e para baixo. A fricção também é importante, então os corpos devem estar bem grudados. Assim, o clitóris vai até pedir “obrigado”.

Leia também: Como potenciar o orgasmo com a ajuda de um travesseiro na hora do sexo

A mulher também pode deixar o quadril um pouco inclinado – o que pode ser feito com a ajuda de um travesseiro debaixo do bumbum –, e isso vai deixar a experiência ainda mais prazerosa para ambos. O encaixe entre o homem e a mulher fica ainda mais fixo se ela passar as pernas pelo corpo dele, sem deixar o corpo do boy escapar.

Outra forma é segurar bem o homem com as pernas e os braços e pedir para ele parar um pouco com os movimentos. Agora, é você quem será responsável pela ação, fazendo movimentos circulares com o quadril, enquanto ele mantém o púbis mais alinhado com a parte de cima da sua região genital.

Por que a técnica funciona?

A Técnica do Alinhamento do Coito ajuda as mulheres a conseguirem alcançar com mais facilidade um orgasmo porque estimula, ao mesmo tempo, a parte interna e externa da região genital. O clímax pode, sim, ser alcançando de ambas as formas, mas muitas mulheres só conseguem ter prazer com uma delas.

O que difere os tipos de orgasmo é a forma com que ele é alcançado. O clímax pode ser atingido com estímulos no clitóris, que conta com uma parte externa localizada na vulva, ou, então, com estímulos internos na vagina. Neste caso, algumas mulheres podem ter mais dificuldade – o que é super normal, não precisa entrar em crise!

Outro segredo para ter mais prazer nas relações sexuais é conhecer bem o seu corpo. Você só vai conseguir descobrir o que agrada o seu organismo ao testar. Nesta hora, vale tanto o sexo com penetração quanto a masturbação. O importante mesmo é não ter pressa e ser honesta consigo mesma e com o parceiro. Se uma posição ou movimento não está legal, mesmo com vocês tentanto, talvez não seja mesmo para você. E não tem problema, já que existem inúmeras outras posições para se fazer.

Mais posições para o clitóris

E se você testar a Técnica do Alinhamento do Coito e perceber que a estimulação no clitóris realmente fez toda a diferença, confira abaixo outras posições que também podem agradar o "órgão da felicidade":

1. Pouso relaxado

Como as pernas da mulher ficam bem fechadas, a fricção entre o pênis e o clitóris aumenta, intensificando o prazer
Renato Munhoz (Arte iG)
Como as pernas da mulher ficam bem fechadas, a fricção entre o pênis e o clitóris aumenta, intensificando o prazer

Nesta posição, a mulher se deita de barriga para cima e fica com as pernas bem fechadas, enquanto o homem se posiciona em cima dela, penetrando-a – para facilitar a penetração, ela pode ficar com as pernas abertas e ir fechando-as gradualmente. 

2. Pouso forçado

Aqui, o casal deve posicionar um travesseiro ou almofada na cama, na altura das partes íntimas da mulher
Renato Munhoz (Arte iG)
Aqui, o casal deve posicionar um travesseiro ou almofada na cama, na altura das partes íntimas da mulher


Uma almofada ou travesseiro deve ser posicionado na altura da vagina da mulher, que vai ficar deitada de barriga para baixo. O homem a penetra por trás, e o travesseiro dá conta da estimulação clitoriana devido à fricção.

3. Posição relaxada

Casal se deita quase
Renato Munhoz (Arte iG)
Casal se deita quase "de conchinha", e tanto as mãos dela quanto as dele ficam livres para estimular o clitóris


Semelhante à posição em que o casal fica de conchinha, os dois devem se deitar virados para o mesmo lado, ou seja, com a mulher de costas para o homem. Enquanto ele mantém as pernas esticadas e a penetra por trás, ela passa uma perna em torno das dele, deixando o caminho livre para qualquer um dos dois cuidar da estimulação clitoriana com as mãos ou até com um brinquedinho erótico.

4. Cavalgada de costas sentada

Nesta opção, além de a mulher ditar o ritmo da penetração, tanto ela quanto ele podem fazer a estimulação clitoriana
Renato Munhoz (Arte iG)
Nesta opção, além de a mulher ditar o ritmo da penetração, tanto ela quanto ele podem fazer a estimulação clitoriana

Nesta opção, o homem fica sentado, e a mulher se ajoelha sobre ele, posicionando-se de costas para o rosto dele. Como ele fica com as mãos livres e pode se recostar em algum lugar durante o sexo, pode estimular a parceira. Caso a mulher queira cuidar da própria estimulação, ela também pode, tanto com as mãos quanto com um brinquedo sexual.

5. Desabrochar a orquídea

Na hora de estimular o clitóris, o
Renato Munhoz (Arte iG)
Na hora de estimular o clitóris, o "órgão da felicidade", o sexo oral é uma das práticas mais valorizadas pelas mulheres

O sexo oral é outra forma eficaz de estimular o clitóris da mulher. Ela ainda fica confortavelmente deitada de barriga para cima enquanto o parceiro ou parceira estimula a região íntima dela usando a boca. Se a pessoa se cansar de ficar na posição, a mulher pode também se deitar com o quadril próximo à beirada da cama, enquanto o parceiro se ajoelha no chão à frente dela.

Leia também: 4 mulheres contam como foram pegas no flagra pelos pais com brinquedos eróticos

6. Beijo do súdito

Aqui, a mulher se ajoelha sobre o rosto do homem, controlado o ângulo e a intensidade da estimulação
Renato Munhoz (Arte iG)
Aqui, a mulher se ajoelha sobre o rosto do homem, controlado o ângulo e a intensidade da estimulação


Há ainda outra opção interessante para estimular a mulher com o sexo oral, especialmente se ela for mais dominadora. Nesta opção, diferentemente da posição missionário e do sexo oral tradicional, o homem é quem fica deitado enquanto ela fica de joelhos sobre o rosto dele, controlando o ângulo e até a pressão da boca sobre o clitóris.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.