Tamanho do texto

Segundo um estudo recente, deixar de cinco a seis pessoas "de molho" ocorre tanto com pessoas solteiras quanto as comprometidas, mas isso não significa necessariamente que o relacionamento está fadado ao fracasso; entenda

Em algum momento da vida, você já deve ter ouvido aquele ditado que diz: “Solteiro, sim. Sozinho, nunca!”. Para quem não está em um relacionamento – esteja a pessoa à procura de alguém especial ou apenas querendo curtir –, é comum manter os famosos “contatinhos”. Em relações assim, as pessoas mantêm o papo em dia umas com as outras para ter uma “gama de opções” com quem podem sair quando bater vontade.

Leia também: Por que fugimos da paquera quando a outra pessoa demonstra muito interesse?

Segundo um estudo recente, manter 'contatinhos' é comum mesmo entre pessoas que estão em um relacionamento
Shutterstock
Segundo um estudo recente, manter 'contatinhos' é comum mesmo entre pessoas que estão em um relacionamento

Agora, uma das coisas mais confusas e irritantes que podem acontecer quando se está a fim de uma pessoa é vê-la entrar em um relacionamento e, mesmo assim, receber mensagens dela como se nada tivesse mudado entre vocês. Apesar de esse comportamento não ser legal nem com o parceiro ou parceira nem com a pessoa que está "de molho", saiba que, de acordo com um estudo recente, manter os tais “ contatinhos ” mesmo quando se está em uma relação séria é algo muito mais comum do que você imagina.

Leia também: Estudo detalha comportamento do solteiros e novos tipos de relacionamentos

O estudo em questão foi publicado no periódico “Communication Research Reports” e liderado por Jayson Dibble, pesquisador da Universidade de Michigan. Para fazer o levantamento, o time de pesquisadores entrevistou 658 estudantes universitários, que responderam perguntas a respeito de relacionamentos e comunicação com “contatinhos”. Os resultados mostram que 72,9% mantêm o papo em dia com “parceiros em potenciais”, e não pense que isso acontece apenas com os solteiros. Separando apenas os participantes que estão em relacionamentos, a frequência ainda é alta (55,5%).

Ao site “PsyPost”, Dibble conta ainda que não há muita diferença entre o número de pessoas que os solteiros e os comprometidos “cultivam em banho-maria”; quem não está em um relacionamento costuma ter seis contatos desse tipo, enquanto quem está costuma ter em torno de cinco. O pesquisador afirma ainda há até “técnicas” usadas pelas pessoas para manter esse tipo de relação; segundo ele, mandar mensagens positivas, se abrir com a pessoa são algumas dessas estratégias (o que, na língua dos jovens, pode ser traduzido para aquele famigerado “oi, sumido”, certo?).

via GIPHY


"Como você está?"

Leia também: É normal ter um "crush" mesmo em uma relação séria? Especialistas explicam

O que ter “contatinhos” significa para a relação?

É claro que descobrir que a pessoa que amamos mantém conversas com pessoas que são romanticamente ou sexualmente atraentes para ela não é a coisa mais agradável do mundo, mas, será que isso significa que a relação está fadada ao fracasso. Segundo Dibble, não exatamente. Ele afirma que, analisando os dados, não há nada que indique uma relação entre manter “contatinhos” e o nível de comprometimento que a pessoa tem com o parceiro ou parceira. “O estudo ainda está em um estágio inicial, mas nós não vemos nada que mostre ser necessário soar um alarme ainda”.  

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.