Tamanho do texto

Ariana Austin só descobriu a descendência real de Joel Makonnen quando oficializaram o namoro e após 12 anos, eles se casaram com direito a coroa

A história da norte-americana Ariana Austin é digna de um conto de fadas. Tudo começou em uma balada em Washington, nos Estados Unidos, há 12 anos. A atual princesa estava curtindo a noite com uma amiga quando Joel Makonnen a abordou e começou a fazer elogios. “Depois de cinco minutos de conversa eu disse: ‘Você vai ser minha namorada’”, conta o rapaz ao jornal americano “The New York Times”.  Em nenhum momento contou que possuía uma linhagem real.

Leia também: Amor de infância: casal "namorou" 20 anos atrás e não sabia

Ariana Austin se tornou após se casar com o príncipe da Etiópia Joel Makonnen
Reprodução/Instagram
Ariana Austin se tornou após se casar com o príncipe da Etiópia Joel Makonnen


Joel, na verdade pode ser chamado de Príncipe Joel, pois é bisneto de Haile Selassie I, o último imperador da Etiópia. Ele nasceu em Roma e é filho do Príncipe David Makonnen e da Princesa Adey Imru Makonnen, que foram forçados a viver exilados após um golpe comunista que aconteceu na terra natal deles, a Etiópia.

O pai de Joel escapou do derramamento de sangue porque, na época, ele estava estudando no exterior. Depois da família ser derrotada no confronto de mais de 40 anos atrás, passaram a viver na Suíça e foi lá que o príncipe foi criado.

Leia também: Relembre 6 pedidos de casamento que bombaram na web

Revelação

Tudo isso parece ter sido tirado de um livro, mas é a mais pura verdade que só revelada Ariana depois que ela engatou em um relacionamento sério com Joel. O príncipe afirma que não contou antes porque queria impressionar a norte-americana por seus conhecimentos e não pela herança real.  

Casamento com direito a coroa 

Após anos de relacionamento, eles decidiram oficializar a união. A cerimônia foi cheia de tradições e luxo. A família liga suas raízes ao rei bíblico Salomão e a rainha de Sabá. O casamento cristão etíope ortodoxo contou com 13 sacerdotes. As vestes, capas e coroas não deixaram dúvidas de que literalmente se tratava de um casório de um príncipe.


Leia também: Homem faz sucesso na web ao revelar motivo que o fez usar o sobrenome da esposa

Com a união, a norte-americana passou de plebeia a princesa. Algumas fotos foram divulgadas nas redes sociais e claro que estão fazendo sucesso, afinal de contas não é todo dia que se conhece um "príncipe encantado" em uma balada.

    Leia tudo sobre: amor
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.