Tamanho do texto

Aceitar o próprio corpo, falar abertamente sobre desejos, mandar mensagens picantes e até a idade pode influenciar a chegar ao clímax

O orgasmo feminino ainda é visto como um mistério para muitas mulheres. Você há de concordar que, diferente dos homens, muitas vezes é necessário muito mais do que uma simples penetração para chegar ao clímax. Buscando facilitar as coisas, várias pesquisas sobre o assunto são feitas para tentar descobrir um forma de aumentar a probabilidade da mulher ter o máximo de prazer na cama.

Leia também: Vaginal x clitoriano: qual é a diferença?

Para conseguir chegar ao orgasmo, diversos fatores contribuem para isso. Saiba quais são e como pode usá-los a seu favor
shutterstock
Para conseguir chegar ao orgasmo, diversos fatores contribuem para isso. Saiba quais são e como pode usá-los a seu favor


Segundo informações do portal “Women’s Health”, os resultados desses estudos indicam que fatores aparentemente aleatórios podem desempenhar um papel importante no sexo e aumentar as chances de você atingir o orgasmo .  Para manter sua vida sexual a todo vapor, preste atenção a esses fatores que, de acordo com diversos estudos, aumentam suas chances de alcançar o ápice do prazer.

1. Expressar o desejo

Um estudo publicado no "Archives of Sexual Behavior" analisou mais de 52 mil homens e mulheres de diferentes orientações sexuais. Os pesquisadores descobriram que as mulheres que têm orgasmos frequentemente estão mais propensas a trocar mensagens mais picantes com o parceiro durante o dia.

O estudo ainda descobriu que expor o que deseja na cama é outro fator que também garante mais prazer na cama, ou seja, não tenha medo de revelar suas fantasias, pois as mensagens fazem com que o casal solte a imaginação, e isso funciona como uma espécie de preliminar.

2. Habilidades de comunicação

A forma como você se comunica no relacionamento também desempenha um papel importante na cama e aumenta a chance de chegar ao clímax. “A comunicação explícita e direta com o parceiro é fundamental”, diz David Frederick, autor principal de um estudo também publicado no "Archives of Sexual Behavior", em uma entrevista ao jornal americano “The Guardian”.

Fora isso, o romantismo não pode ser deixado de lado, e dizer “eu te amo” durante o sexo deixa a pessoa mais vulnerável ao prazer, ambos ficam mais derretidos quando escutam essas palavrinhas mágicas.

3. Autoestima e satisfação com o corpo

Pode parecer que o parceiro é o único responsável por fazer você chegar lá. Bom, é comprovado que alguns movimentos que o homem faz na cama durante a penetração contribuem para isso, mas alguns pesquisadores afirmam que a autoestima e a satisfação com o corpo são importantes para uma mulher conseguir ter prazer. Pode parecer óbvio, mas a vergonha de si inibe o desejo.

Leia também: 20 dicas para sentir mais prazer na relação

Você pode reverter isso, basta tentar praticar um exercício simples: faça elogios a si mesma todos os dias. Em vez de criticar seu corpo nu, busque lingeries e roupas que façam você se sentir sexy e que te deixe a vontade em ter relações com o parceiro de luz acesa ou de frente para um espelho.  

4. Ter mais foco

As comédias românticas podem até fazer você acreditar que os orgasmos mentais acontecem quando se recebe apenas um olhar sedutor e uma carícia mais gentil, porém, para conseguir ter prazer usando apenas a imaginação é necessária muita concentração. Na verdade, esse é um processo de aprendizagem.

Antes da diversão começar, é preciso esvaziar a mente, tirar todas as preocupações com trabalho, casa, família e tudo mais. Concentre-se e comece a imaginar que realmente está com o parceiro ou com o cara de seus sonhos e deixe a imaginação rolar solta, só assim você conseguirá chegar lá.

5. Status do relacionamento

Outro aspecto enfatizado pelos estudiosos é que a mulher precisa estar satisfeita no relacionamento que possui. Tanto estudos de 2016 quanto de 2017 descobriram que se você encontrar sua alma gêmea ou uma amizade colorida em que role uma ótima conexão, as chances de você chegar ao clímax aumentam, e muito. Em outras palavras, considere este outro motivo para não levar uma relação na qual está infeliz, porque essa insatisfação será refletida na cama.

6. Questões físicas

Muitos fatores que contribuem para o orgasmo você consegue controlar, outros não. De acordo com um estudo de 2011 publicado na revista "Hormônios e Comportamento", a distância entre o clitóris e a abertura urinária pode influenciar no sexo, pelo menos na penetração vaginal. Se o espaço entre essas regiões é menor que dois centímetros, é mais fácil de atingir o ponto G do que quando há uma distância próxima a três centímetros.

Felizmente, mesmo que essa região da vagina não esteja a seu favor, um pequeno estímulo manual durante a relação sexual fará você esquecer esse detalhe de medidas entre as regiões. 

7. A idade também influência

O envelhecimento pode não ser tão ruim. Assim como aquela história do vinho, a ciência diz que a vida sexual das mulheres tende a melhorar com a idade . Quando os pesquisadores analisaram as tendências sexuais em diversos grupos etários para um estudo publicado em 2016, eles descobriram que as mulheres de meia idade relataram uma maior incidência de orgasmo do que as que estão na casa dos vinte anos. Isso é provável porque o prazer está relacionado a vários fatores, como por exemplo, confiança e comunicação, e isso tende a melhorar com a idade.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.