O pesquisador, especialista em estudos do sono, Michele Lastella, da cidade de Adelaide, na Austrália, entrevistou 460 adultos com idades entre os 18 e os 70 anos sobre seus hábitos antes de dormir. Com isso, chegou a um conselho simples para ter uma boa noite de sono: a ordem e desligar o celular e fazer sexo. 

Leia também: Jovens de hoje experimentam mais na vida sexual, aponta estudo

undefined
shutterstock
Ter relações sexuais antes de dormir pode melhorar seus hábitos de sono



A nova pesquisa revelou que 64%, ou seja, mais da metade das pessoas entrevistadas, dormiram melhor depois de terem relações sexuais, mas apenas se o ato envolvesse um orgasmo para ambas as partes. Ao portal "Adelaide Now", Lastella disse que a explicação talvez venha da distração que o sexo causa antes de dormir : "Quando você está envolvido no ato sexual, não está pensando no que fazer no dia seguinte, não está mexendo no celular e checando as notificações. Isso pode distrair."

Isso porque o cientista percebeu que atualmente as pessoas achavam cada vez mais difícil desligar seus aparelhos móveis, "Há evidências fortes para sugerir a substituição do tempo em frente às telas pelo tempo em 'brincadeiras' à dois", acrescentou.

Leia também: Boa personalidade é o quesito mais desejado no romance, diz estudo

Melhora no bem-estar

Um estudo semelhante, feito pela "Oxford Economics" e pelo "National Center for Social Research", ambos no Reino Unido, descobriu que uma combinação de sexo e uma boa noite de sono também foi responsável por um maior impacto no bem-estar individual.

Assim, os pesquisadores concluíram que dormir bem também é o maior contribuinte para viver melhor e aqueles que se descreveram como felizes também eram mais propensos a ficar satisfeitos com suas vidas sexuais e vice-versa.

Leia também: Conheça 5 benefícios que fazer sexo pode proporcionar à saúde

Benefícios hormonais

Informações levantadas pela "Upbeat Active" também indicam que sexo antes de dormir pode trazer benefícios ligados à liberação de hormônios, como a oxitocina e a serotonina, durante e logo após o ato sexual. Essas substâncias beneficiam tanto homens quanto mulheres, porque depois o orgasmo, a parte do cérebro masculino responsável por interpretar e responder a novos estímulos desacelera consideravelmente, ao mesmo tempo que o nível de estrogênio feminino pode levar à um sono mais profundo. 

    Veja Também

      Mostrar mais