Tamanho do texto

O casal do estado do Amazonas estava em uma audiência judicial para decidir sobre o pagamento de pensão para o filho de seis meses de idade

A separação, na maioria das vezes, é um dos aspectos mais complicados de qualquer relacionamento amoroso e reatar a relação nem sempre é a opção mais viável para todos os casais. Entretanto, no estado do Amazonas uma história de amor chamou atenção quando um casal que participava de uma audiência judicial para discutir a pensão alimentícia decidiu se reconciliar. 

Leia também: Após divórcio, casais decidem dar nova chance ao casamento

O casal, que não teve o nome divulgado, decidiu reatar a relação durante uma audiência
Divulgação/TJAM
O casal, que não teve o nome divulgado, decidiu reatar a relação durante uma audiência


A história da separação começou quando a mulher, uma dona de casa que não teve o nome divulgado, decidiu permanecer em Carreiro, cidade que fica a 88 quilômetros de Manaus, depois que o filho do casal nasceu. No entanto, o marido, que trabalha como vigilante, preferiu se mudar para a capital do estado. E, vivendo em cidades diferentes, reatar não parecia ser uma possibilidade.

Leia também: Devo voltar com o ex-namorado? 5 perguntas vão te ajudar a decidir

Os dois estavam juntos há cerca de seis anos e ficaram separados durante seis meses, o mesmo tempo de vida da criança. O reencontro só aconteceu depois que a dona de casa entrou na Justiça para discutir o pagamento de pensão alimentícia e o homem compareceu para audiência, marcada para o último dia 30 de novembro.

O caso da reconciliação foi curioso até mesmo para a juíza Sabrina Cumba Ferreira, da Vara Única do Careiro. Ao presidir a audiência, a magistrada havia percebido que faltava uma oportunidade para dialogar sobre o período que ficaram longe um do outro e buscar se entender. "Acredito que, devido à distância, eles não se falavam, faltava somente uma oportunidade dos dois conversarem e isso aconteceu na sala de audiências".

Leia também: nove dicas para superar uma traição e salvar o relacionamento

"Estávamos encerrando as audiências de questões de Família (...) e foi algo realmente bem diferente. No momento que os dois sentaram para darmos início à audiência, eu perguntei se havia possibilidade de acordo e era perceptível que ele já estava bem intencionado", explicou. Afirmando que essa foi “uma situação rara”, a juíza ainda disse que ao final da audiência “eles pareciam muito felizes” com a decisão de reatar o relacionamento.  *Com informações do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.