Tamanho do texto

Clássicos como "papai e mamãe" ou "de ladinho" podem ficar mais divertidos

Quando o assunto é sexo , tem muita gente que gosta mesmo das posições mais clássicas - e não há mal nenhum nisso. Entretanto, até as posições sexuais mais tradicionais, como a "papai e mamãe" ou "de ladinho" podem ser incrementadas e para isso não é preciso elasticidade ou nenhuma manobra muito extravagante no sexo. E essas mudanças sutis podem entrar na lista de dicas de como apimentar a relação com o parceiro e ter mais prazer. 

Leia também: Fazer sexo oral em uma mulher faz bem à saúde, diz estudo

Como apimentar a relação e incrementar as posições sexuais clássicas? Veja dicas
shutterstock
Como apimentar a relação e incrementar as posições sexuais clássicas? Veja dicas


Mudar um pouco a posição do quadril ajuda, por exemplo, a mudar o ângulo da penetração e, com isso, o estímulo será diferente tanto para o homem quanto para a mulher. Alguns acessórios simples, como um travesseiro, também podem incrementar as posições. Veja essas e mais dicas para variar os clássicos e saiba como apimentar a relação

1. Variando o "papai e mamãe"

A posição 'papai e mamãe', também conhecida como 'Missionário', pode ficar mais divertida com algumas variações
Renato Munhoz/Arte iG
A posição 'papai e mamãe', também conhecida como 'Missionário', pode ficar mais divertida com algumas variações

Esse clássico, também chamado de "Missionário", é a posição na qual o homem fica por cima da mulher. Geralmente é ele quem tem o controle da velocidade e da profundidade da penetração, mas parceira também pode participar ativamente com algumas sugestões. 

Há diversas formas de a mulher variar o ângulo e até a profundidade da penetração, mesmo estando embaixo do parceiro. Lembra do travesseiro? Ele pode ser colocado embaixo do bumbum, fazendo com a mulher fique o quadril um pouco mais elevado. Com isso, ela terá uma penetração mais profunda e também ganhará mais liberdade de movimento, já que não terá o corpo completamente colado na cama. 

Leia também: 12 posições sexuais do Kama Sutra básicas, mas que são bastante prazerosas

Outra maneira bem simples de ter mais penetração é envolver o parceiro com as pernas. Assim, a abertura da vagina será maior, dando mais "acesso" ao homem. Além disso, é mais uma forma de aproximar os corpos e tornar o "papai e mamãe" ainda mais atraente. 

O contrário também é possível. Ao manter as pernas mais unidas, a mulher consegue restringir a penetração. E ainda há um bônus: dessa maneira, o pênis e o corpo do homem encostam mais na mulher e estimulam também o clitóris dela, ponto que costuma dar muito prazer. 

Se quiser ousar sem sair do "papai e mamãe", pode brincar de bondagem com seu parceiro. Essa é uma técnia de dominação que para muitos casais faz parte do tópico como apimentar a relação. Uma sugestão é usar uma gravata para amarrar as mãos da parceira na cama. Algumas cenas de "50 Tons de Cinza"  e "50 Tons mais Escuros" podem servir de inspiração por aqui. 

Leia também: Veja mais dicas para deixar o "papai e mamãe" ainda melhor

2. Variando a "Dominadora"

Há diversas maneiras de a mulher ficar por cima e dominar as ações
Renato Munhoz (Arte iG)
Há diversas maneiras de a mulher ficar por cima e dominar as ações

A posição sexual oposta ao "Missionário" é a "Dominadora". O casal segue deitado na cama, mas agora é a mulher quem fica por cima . É ela quem comanda as ações e também é a responsável por mudar movimentos e variar a posição. 

A ideia mais simples nesse caso é variar a posição do tronco. Estar sentada de fato sobre o parceiro ou com o corpo mais inclinado para a frente fará toda a diferença no ângulo da penetração também nas sensações. Ainda é possível inclinar o corpo levemente para trás para mais um estímulo diferente. 

Se a mulher quiser ficar com o tronco mais afastado do parceiro, ele pode aproveitar e acariciar os seios dela, por exemplo. Para muitas mulheres, os seios são uma área altamente erógena e essas carícias podem resultar em muito mais prazer. 

Há também quem reclame que nessa posição o clitóris é ignorado. Se esse for seu caso, use as mãos - suas e do parceiro - para estimular o clitóris durante a penetração. 

E assim como os homens podem dominar as mulheres no "papai e mamãe", aqui elas podem dominá-los. Que tal vendá-los e deixar que eles apenas sintam seu corpo durante a transa? A brincadeira pode apimentar a relação, e muito!

3. Variando o "de ladinho"

Posição 'de ladinho' é boa para ser feita sob as cobertas ou naqueles dias de preguiça e também pode ser incrementada
Arte iG
Posição 'de ladinho' é boa para ser feita sob as cobertas ou naqueles dias de preguiça e também pode ser incrementada

Essa ideia é  ótima para aqueles momentos de preguiça , já que o casal fica de "conchinha". Se for um dia mais frio, dá para praticar essa posição sexual debaixo das cobertas. Além de permitir muitos beijos no pescoço e carícias, é possível aproveitar várias práticas com ela. 

Se o casal não quiser fazer a penetração, o homem podem apenas roçar o pênis no bumbum da mulher. Para muitos isso já é bastante estimulante. Mas se a ideia é completar o ato, uma ideia é a mulher jogar uma das pernas sobre o parceiro. Ele pode ficar um pouco mais abaixo do que ela, permitindo um melhor ângulo para o pênis entrar na vagina. 

Como a mulher está de costas para o parceiro, não há contato com o corpo com o clitóris, então, aproveite a mãos livres para estimular a região e tornar tudo mais divertido e no caminho para o orgasmo. 

4. Variando o "69"

Fazer o '69' de lado pode ser mais confortável para ambos do casal
Renato Munhoz (Arte iG)
Fazer o '69' de lado pode ser mais confortável para ambos do casal

Essa posição é um pouco mais ousada, mas ainda faz parte do hall das clássicas. No "69", homem e mulher ficam em direções opostas e ambos praticam sexo oral um no outro ao mesmo tempo. Uma enquente do Delas apontou que a maiora dos leitores é fã de "69" . E agora, como apimentar a relação e incrementar o que já é considerado queridinho?

Uma dica bastante simples é praticar essa posição com os corpos lado a lado e não um em cima do outro. Se a mulher ficar por cima, por exemplo, ela precisará ter força nos braços e no core (região em envolve abdôbem e lombar) para se manter na postura. Com as sensações do oral e prazer, pode ser difícil se concentrar e sustentar a posição. Para o homem é a mesma coisa, mas ainda há um agravante. Além de ele não conseguir segurar corpo, pode acabar forçando demais o pênis na boca da parceira, provocando incômodos ou até machucados. De ambos estiverem deitados lado a lado, há apoio para o corpo e as mãos ainda ficam livres para distribuir diversas carícias. 

Falando em mãos, tanto o homem quanto a mulher podem usá-las para incrementar o sexo oral, seja estimulando o clitóris ou dando uma maior base ao pênis ou mesmo acariciando o bumbum e a região anal do outro. Além de ser uma dica de como apimentar a relação e esquentar uma posição clássica, diversos estímulos podem resultar em orgasmos muito poderosos para os dois.