Tamanho do texto

Para muitas mulheres, a graça do sexo é poder dominar o parceiro

Para muitas mulheres, as posições sexuais que as colocam sob o homem são as mais prazerosas. Seja porque gostam da sensação de submissão que esse tipo de posição traz ou por sentirem-se mais confortáveis em não ter o corpo tão exposto ao parceiro (como acontece quando a mulher fica por cima), a posição papai e mamãe, por exemplo, faz a cabeça de várias mulheres. 

Leia também: Veja ideias de posições e movimentos para apimentar a vida sexual do casal

Para muitas mulheres, posições sexuais que as colocam no papel de dominantes são as mais prazerosas
Shutterstock
Para muitas mulheres, posições sexuais que as colocam no papel de dominantes são as mais prazerosas

Há, porém, as que não se sentem nada bem grudadas no colchão durante o sexo. Enquanto as posições sexuais  que as colocam em um papel mais submisso asseguram o conforto que muitas delas precisam na hora do sexo, outras preferem ter total controle da situação e dominar o parceiro, coisas que só conseguem fazer ficando em posições mais dominantes. Se você se enquadra nesse perfil, confira sete opções de posições para experimentar:

1. Agachamento erótico

Nesta posição, o homem fica deitado de barriga para cima e a mulher se agacha sobre ele. Apesar de ela precisar se apoiar nas mãos dele para conseguir se movimentar sem cair, cabe à mulher ditar o ritmo e a profundidade da penetração, tornando esta uma das melhores posições para aquelas que curtem ser mais dominantes.

O mais indicado para esta posição é fazê-la no chão para que a mulher tenha um apoio sólido para dar impulso com os pés
Renato Munhoz (Arte iG)
O mais indicado para esta posição é fazê-la no chão para que a mulher tenha um apoio sólido para dar impulso com os pés

O melhor para esta posição é fazê-la no chão para que os pés da mulher tenham o apoio necessário e não se afundem no colchão. Eventualmente, se ela se sentir cansada, pode se ajoelhar e migrar para a próxima opção:

2. Domando o garanhão

Aqui, o homem se deita de barriga para cima e flexiona de leve as pernas enquanto a mulher se ajoelha sobre ele com as pernas abertas. Aqui, ela pode tanto se posicionar as mãos na superfície em que o casal estiver, quanto nos ombros dele, mantendo-se confortavelmente inclinada.

Aqui, a mulher fica sobre o homem e pode controlar até o ângulo da penetração, tudo depende do quanto ela se inclina
Renato Munhoz (Arte iG)
Aqui, a mulher fica sobre o homem e pode controlar até o ângulo da penetração, tudo depende do quanto ela se inclina

Porém, uma das vantagens desta posição é a de que a mulher também pode controlar o ângulo da penetração. Em vez de ficar o tempo todo levemente inclinada, ela pode deitar-se de vez sobre o parceiro, apoiando os cotovelos nos ombros dele e tornando a penetração mais rasa, ou até sentar-se completamente ereta, sem precisar se apoiar, aprofundando o ato.

3. Cavalgada de costas

Se a mulher gosta de estar no controle dos movimentos durante o sexo mas sente que ter o parceiro ali a observando atrapalha o foco dela no próprio prazer , esta é uma das melhores posições sexuais.

Esta é uma ótima opção para as mais tímidas, já que, apesar de estar no controle, ela não precisa manter contato visual
Renato Munhoz (Arte iG)
Esta é uma ótima opção para as mais tímidas, já que, apesar de estar no controle, ela não precisa manter contato visual

Aqui, o homem se senta levemente inclinado para trás, apoiando-se nas mãos. A mulher então se ajoelha sobre o parceiro, mas de costas para ele. Dessa forma, ela não precisa se preocupar com coisas como “o que ele vai achar da minha careta?” ou “será que meus seios estão balançando demais?”, além de poder estimular o clitóris.

Esta é ainda outra das posições sexuais que permitem uma adaptação para mudar o ângulo da penetração.

Uma forma de variar a posição e controlar a profundidade da penetração é o homem se deitar e a mulher se inclinar
Renato Munhoz (Arte iG)
Uma forma de variar a posição e controlar a profundidade da penetração é o homem se deitar e a mulher se inclinar

Se o homem ficar completamente deitado e a mulher se inclinar para trás, apoiando as mãos ao lado dos ombros dele, pode ter uma sensação diferente.

Leia também: Não consegue chegar ao orgasmo? Veja sete posições que podem ajudar

4. Aos pés da rainha

Para aquelas que realmente amam dominar e ter alguém aos seus pés, esta é a posição perfeita. Aqui, o homem se deita com os joelhos flexionados e a mulher se senta sobre ele, posicionando os pés no peito dele e usando as pernas dele como encosto.

Aqui, o mais importante é tomar cuidado para não sufocar o parceiro. Se ficar difícil, a mulher pode apoiar os pés no chão
Renato Munhoz (Arte iG)
Aqui, o mais importante é tomar cuidado para não sufocar o parceiro. Se ficar difícil, a mulher pode apoiar os pés no chão

Nesta opção, é preciso tomar cuidado para não acabar sufocando o parceiro na hora de “dar impulso”; se estiver impossível, a mulher pode abrir as pernas e posicionar os pés ao lado dos ombros dele na superfície em que eles estiverem.

5. Dança das borboletas

Esta é uma ótima opção para casais mais românticos, já que proporciona tanto proximidade quanto contato visual. Aqui, o homem se senta com as pernas abertas e os pés unidos, quase como se fosse sentar de “perna de índio”. A mulher faz o mesmo, sentando-se sobre ele e o abraçando para controlar os movimentos.

Ótima para os mais românticos, esta posição exige que os parceiros fiquem abraçados, um de frente para o outro
Renato Munhoz (Arte iG)
Ótima para os mais românticos, esta posição exige que os parceiros fiquem abraçados, um de frente para o outro

Por conta do ângulo, esta posição não permite uma penetração muito profunda, mas ele fica próximo o suficiente para estimular os seios da parceira com a boca.

6. Cadeirinha de beco

Esta é uma das melhores posições sexuais para uma rapidinha, principalmente se o casal estiver em um lugar apertadinho, mas exige certa força da parte dele. Aqui, o homem se encosta em uma parede como se fosse sentar, deixando os joelhos levemente flexionados e apoiando os pés em outra parede.

Apesar de ser ótima para rapidinhas em lugares apertados, esta posição exige um pouco de força da parte do homem
Renato Munhoz (Arte iG)
Apesar de ser ótima para rapidinhas em lugares apertados, esta posição exige um pouco de força da parte do homem

A mulher então fica com uma perna de cada lado da “cadeirinha” que ele forma, de costas para ele e apoiando-se na parede à frente dela.

Se ficar difícil, o casal pode usar um pufe ou outra superfície parecida para dar uma mudada na posição
Renato Munhoz (Arte iG)
Se ficar difícil, o casal pode usar um pufe ou outra superfície parecida para dar uma mudada na posição

Se ficar muito complicado se manter na posição, o casal pode fazer algo parecido usando um pufe, por exemplo. O homem se deita sobre a superfície escolhida, mantendo os pés no chão enquanto ela se move sobre ele, ou com as pernas encolhidas, ou apoiando no chão.

Leia também: Confira posições que favorecem o uso de brinquedos eróticos durante o sexo

7. Beijo do súdito

Se até na hora do sexo oral a mulher gosta de se sentir dominante, uma ideia é
Renato Munhoz (Arte iG)
Se até na hora do sexo oral a mulher gosta de se sentir dominante, uma ideia é "sentar-se" sobre o rosto do parceiro

Além das posições sexuais para o ato em si, há também possibilidades para mulheres que curtem dominar até no sexo oral . Nesta posição, o homem fica deitado enquanto ela posiciona os joelhos nas laterais da cabeça dele, inclinando-se para que ele a estimule com a boca (tomando cuidado, é claro, para não sufocá-lo).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.