Tamanho do texto

Especialistas e estudos mostram que, ao contrário do que se pensa, relacionamentos à distância ou pausas na vida sexual fazem com que as pessoas se dediquem mais ao parceiro; confira detalhes

Ficar muito tempo sem fazer sexo com o parceiro ou a parceira – como normalmente ocorre com casais que têm um relacionamento à distância – é um sinal de que a relação não está indo bem, certo? De acordo com estudos e especialistas, “ficar na seca” por algum tempo pode fazer bem à vida sexual.

Leia também: Casal faz sexo todos os dias por duas semanas; descubra o que aconteceu

De acordo com especialistas e estudos, a distância ou pausa na vida sexual pode fazer bem ao relacionamento
Shutterstock
De acordo com especialistas e estudos, a distância ou pausa na vida sexual pode fazer bem ao relacionamento

De acordo com um artigo escrito pela ginecologista Alyssa Dweck para a publicação americana “Women’s Health”, um relacionamento à distância ou uma pausa temporária nas atividades sexuais pode aumentar a intimidade entre os parceiros e ainda melhorar a comunicação do casal.

São incontáveis os estudos que relacionam a frequência das relações sexuais com felicidade e bem-estar. De acordo com uma pesquisa recente publicada pelo “Personality and Social Psychology Bulletin”, a afeição e as conversas casuais entre os parceiros são os aspectos que realmente trazem felicidade  em um relacionamento enquanto o sexo é um veículo para que esses hábitos se intensifiquem.

Outro estudo realizado por pesquisadores da Universidade da Flórida descobriu que os benefícios de ter uma relação sexual  (o sentimento de satisfação e o bem-estar decorrente do ato, por exemplo) permanecem no corpo por até 48 horas.

De acordo com a ginecologista, não há muitas informações a respeito dos efeitos que a falta de sexo causa no corpo humano, mas um estudo recente contraria a ideia de que isso afeta o relacionamento negativamente. “Ao contrário das crenças populares, pessoas jovens e não casadas que estão em relacionamentos à distância não relatam uma vida sexual mais infeliz do que aqueles em relacionamentos geograficamente próximos”,  afirma Emma Dargie, autora do estudo ao qual Alyssa se refere.

Outra pesquisadora que participou do estudo afirma que o fato de estar longe do amado ou da amada muda a forma com que eles interagem e força as pessoas a trabalharem algumas áreas do relacionamento das quais casais que se veem constantemente se esquecem

Distância "forçada"

Ninguém está dizendo que você precisa se mudar para uma cidade diferente do seu parceiro ou parceira para gerar um bem-estar maior no relacionamento. A distância, segundo a especialista, pode ser premeditada; ela aconselha dar uma pausa ocasional nas atividades sexuais. “Quando vocês finalmente tirarem o pé do freio, poderão descobrir que o sexo é mais intenso”, explica.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.