Tamanho do texto

Cátia Damasceno, educadora sexual e colunista do iG Delas, afirma que é importante trabalhar a sexualidade, o autoconhecimento e os relacionamentos para se tornar uma mulher mais esclarecida; saiba mais

Quais são as características que toda mulher esclarecida tem em comum? Para responder a essa questão, ninguém melhor do que Cátia Damasceno, educadora sexual e criadora do projeto “Mulheres Bem Resolvidas”. De acordo com a especialista, três pilares sustentam uma pessoa assim: o autoconhecimento, relacionamento e a sexualidade.

Leia também: Especialista dá dicas poderosas de como melhorar seu desempenho sexual

Para se tornar uma mulher bem resolvida, é preciso trabalhar bastante três pilares da vida
Shutterstock
Para se tornar uma mulher bem resolvida, é preciso trabalhar bastante três pilares da vida

Segundo a especialista, é importante não apenas saber quais são esses pilares, mas aprender a lidar com eles. Ela afirma também que os três não caminham separadamente. “Eles são totalmente conectados e são melhorados em conjunto”, afirma ela. Entenda e aprenda a controlar melhor as características que definem uma mulher bem resolvida:

Autoconhecimento

De acordo com Cátia, conhecer a própria personalidade e os próprios sentimentos é uma das etapas para se tornar uma pessoa mais esclarecida. “Você precisa se completar para alguém te transbordar. O que te gera irritação, estresse, descontrole, insegurança, ciúme, emoção, atração? Se você sabe disso e se conhece de verdade, você começa a controlar melhor as emoções e para de ser controlada por elas”, afirma Cátia.

A especialista ainda indica uma forma de fazer isso: criar um diário. “No final de cada dia, anote quais foram as principais emoções do dia. Você vai ficar surpresa com a clareza que isso pode te dar”, afirma a educadora.

Leia também: O que os filmes pornô podem ensinar sobre sexo? Especialista explica

Relacionamento

Segundo a especialista, ter um relacionamento com qualquer outra pessoa exige equilíbrio no convívio com hábitos, desejos, manias e crenças alheias. “É natural existir conflitos em qualquer relacionamento, mas eles não precisam se transformar em brigas, picuinha e rancor”, alerta.

De acordo com Cátia, existem algumas perguntas que precisam ser respondidas por quem quer melhorar os relacionamentos que possui com outras pessoas. “Foi sempre assim? O que ela está fazendo de diferente? Por que não está correspondendo às expectativas?”, cita.

No caso de mulheres que se incomodam em estar solteiras, se deve fazer as seguintes perguntas: “Por que eu não encontro um relacionamento que me satisfaz? O que pode ser feito de diferente?”. Trabalhar essas questões é o primeiro passo para melhorar a qualidade de um relacionamento.

Sexualidade

Cátia sempre afirma que o sexo não é a parte mais importante de um relacionamento, mas que influencia na qualidade dele. “Ele representa 30% do relacionamento quando vai bem, mas pode representar 70% do relacionamento quando vai mal”, explica. “É muito importante que se dê atenção ao sexo e se fale sobre ele com o parceiro”, explica. Com todos esses pilares bem trabalhados e esclarecidos, a especialista garante que você estará no caminho para se tornar uma mulher bem resolvida. Quer esclarecer mais dúvidas sobre sexualidade e relacionamentos? Acompanhe a coluna da Cátia Damasceno  no iG Delas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.