Tamanho do texto

De acordo com ginecologista, é normal que as mulheres sintam algumas alterações no organismo quando estão mais propensas a engravidar

Conhecer o próprio corpo beneficia desde a vida sexual  até a saúde da mulher. Ter noção dos próprios desejos, das zonas erógenas e de quais toques a excitam mais pode aumentar o prazer durante as relações, enquanto conhecer os odores naturais do corpo e saber identificar os sinais de que há algo diferente do habitual pode ajudar na descoberta e no tratamento de doenças.

O corpo pode indicar que está no período fértil com mudanças na consistência do corrimento e até dores
Shutterstock
O corpo pode indicar que está no período fértil com mudanças na consistência do corrimento e até dores

De acordo com o ginecologista Gustavo de Paula, o corpo pode inclusive dar sinais importantes para quem quer engravidar e até para quem está tentando prevenir a gravidez. A cada mês, o organismo da mulher passa por alterações hormonais, e durante o período fértil – época do ciclo menstrual em que a mulher tem mais chances de engravidar se tiver relações sexuais sem proteção – ela pode sentir alguns sintomas que, se devidamente identificados, podem servir como um “guia” da própria fertilidade.

O especialista explica que, para saber quando a ovulação ocorre, a mulher deve, em primeiro lugar, prestar atenção ao ciclo menstrual e descobrir quantos dias ele dura. Para isso, ela deve contar os dias desde o primeiro dia da menstruação até o primeiro dia do sangramento seguinte. Se a mulher tiver um ciclo irregular, é importante que a mulher faça uma média da contagem dos últimos três meses.

Leia também: TDPM leva os sintomas da TPM ao extremo; ginecologista explica o transtorno

A ovulação ocorre cerca de 14 dias antes da menstruação, então, feito isso, ela deve subtrair 14 do número de dias total do ciclo menstrual. O período fértil corresponde ao intervalo de três dias antes até três dias depois da ovulação; caso a mulher queira engravidar, é uma boa hora para tentar e, se não quiser, é o momento em que a camisinha é ainda mais importante. O ginecologista lembra ainda que, apesar de a ovulação poder ser rastreada por sintomas, usar apenas isso como um método contraceptivo não é indicado.

Veja quais sintomas podem ser indicativos de que você está no período fértil:

Secreção vaginal

Segundo o ginecologista, há alterações no estado das secreções naturais da vagina neste período. Ele explica que, durante a ovulação, a quantidade de muco do colo uterino aumenta e ele se apresenta de forma transparente, elástica, sem cheiro forte e com consistência semelhante à da clara de ovo. Essa secreção muda de consistência para facilitar a locomoção dos espermatozoides até o óvulo.

Libido em alta

De Paula afirma que é comum a mulher sentir um aumento do apetite sexual durante esse período. Segundo ele, isso é resultado das alterações hormonais que ocorrem na ovulação. “O organismo da mulher está sinalizando que esse é o momento de engravidar”, afirma ele.

Dores

Algumas mulheres podem sentir uma dor leve ou um desconforto na região pélvica, que ocorre em decorrência da liberação do óvulo . Geralmente, ela ocorre em apenas um dos lados do ventre, comenta o ginecologista.

Leia também: Entenda o que é o vaginismo, disfunção que pode afetar a vida sexual feminina

Aumento da temperatura corporal

O médico explica que, durante o período de ovulação, a temperatura corporal basal se eleva em cerca de meio grau. Segundo ele, para haver precisão, é preciso que a mulher meça a temperatura do corpo durante todo o ciclo e possa monitorá-la. 

    Leia tudo sobre: Gravidez
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.