Tamanho do texto

Ato gera maior satisfação e ainda aumenta a concentração dos funcionários

Estudo feito na Universidade do Estado do Oregon, nos Estados Unidos, revelou que o segredo para um bom desempenho no trabalho pode estar no sexo. Obviamente, o ato gera maior satisfação nas pessoas, mas a análise apontou que ele também aumenta a concentração dos funcionários.

Leia também: Veja quantos músculos você usa nas posições sexuais mais comuns

Benefícios proporcionados pelo sexo, que podem mais de 24 horas, foram tão fortes em homens quanto em mulheres
Shutterstock
Benefícios proporcionados pelo sexo, que podem mais de 24 horas, foram tão fortes em homens quanto em mulheres

Segundo o médico Keith Leavitt, manter uma vida sexual ativa ajuda os funcionários a ficarem felizes e engajados no trabalho. “Isso gera benefícios aos empregados e às empresas também”, afirma em entrevista ao site do tabloide britânico “The Sun”. Por outro lado, e sem nenhuma surpresa, levar preocupações do trabalho para casa pode interferir no sexo .

O especialista diz que, quando sua vida profissional invade a pessoal, a relação sexual também sofre. E como em uma bola de neve: a falta de prazer acaba gerando resultados negativos no trabalho e, consequentemente, mais estresse para dentro de casa.

Estudo

O ato sexual faz com que o corpo libere dopamina, um neurotransmissor ligado aos sentimentos de recompensa. Segundo Leavitt, o humor natural gerado pela relação se estende até o dia seguinte.

Foram acompanhados 159 funcionários casados ao longo de um período de duas semanas. Os pesquisadores descobriram que aqueles que tiveram mais relações sexuais se apresentavam mais felizes ao longo dos dias. O bom humor fazia com que eles se mantivessem mais engajados no trabalho.

Leia também: Relação sexual exercita todos os músculos do corpo, aponta estudo

O efeito, que pode durar por pelo menos 24 horas, foi tão forte em homens quanto em mulheres. “Isso é um lembrete de que o sexo tem seus benefícios sociais, emocionais e psicológicos. É importante torná-lo prioridade. Apenas reserve um tempo para isso”, brinca o médico.

O especialista acredita ainda que procurar manter a vida sexual das pessoas ativa deveria ser considerado uma questão de sustentabilidade humana. Os resultados da pesquisa foram publicados no “Journal of Management”.

Durante o trabalho

Com a mesma ideia de tornar os funcionários mais felizes, focados e menos estressados, um sueco propôs que todos tenham direito a parar de trabalhar por uma hora para ter relações sexuais , seja em casa ou até mesmo no próprio local de trabalho. 

Além do sexo, o sueco também já explorou os benefícios de se masturbar durante o expediente. Ele mesmo fez um teste, realizando a prática por uma semana no escritório em que trabalha.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.