Tamanho do texto

Veja algumas dicas apimentadas para aumentar a diversão a dois, usando e abusando das mãos durante a relação sexual

Se você já sentiu que no quesito  sexual sua relação indo para o nível avançado, talvez seja um bom momento para ler essa matéria. Já exploraram diversas alternativas, como posições e lugares diferentes, mas agora é hora de deixar as mãos de seu parceiro bem ativas entre quatro paredes - ou menos, dependendo do local excitante que vocês escolheram para isso.

Leia mais - 7 sinais que podem indicar que o parceiro quer deixar você

Guie as mãos do seu parceiro para ter um sexo mais quente
shutterstock
Guie as mãos do seu parceiro para ter um sexo mais quente

"Usar a mão pode adicionar muita criatividade à sensualidade", diz Marianne Brandon, autora do livro "Recuperação do Desejo: 4 chaves para encontrar sua libido perdida". "As mulheres realmente gostam de ser provocadas e as mãos são uma parte importante da construção de intensidade."

Em outras palavras, os dedos são capazes de estimular sexualmente, muitas vezes até mais que o pênis do parceiro. Ele só tem que saber como transformá-los em brinquedos sexuais para safisfazer suas vontades.

Pronto para usar a mão dele a seu favor? O "Women's Wealth" deu algumas dicas dar um start e apimentar sua a noite a dois. Veja:

Rastreamento

Faça-o fingir que é um artista e você uma tela em branco. A ideia é que ele vá desenhando cada aresta e vinco de seu corpo com o dedo. "Isso faz com que você se concentre na sensação", diz Marianne.

Peça a ele que trace a fronteira de seus lábios, suas coxas e seus seios usando um pano macio e suave. "Não é cócegas", ressalta a autora. "Os dedos dele devem manter o contato com sua pele, mas muito levemente."

Deixe os mamilos e o clitóris para o final e peça que ele se aproxime desses pontos mais excitantes lentamente. Pedir para ele delinear seu clitóris sem tocá-lo diretamente, por um tempo, "vai intensificar a experiência", segundo a especialista.

Plus no sexo oral

Durante o sexo oral, a língua desempenha o papel principal, mas a mão tem função importante nesta prática."Separar os lábios genitais da mulher de com os dedos a faz sentir-se mais exposta", diz Marianne. "Para a maioria das mulheres, esse nível de vulnerabilidade aumenta a excitação." Experiemente com seu parceiro. 

Durante o sexo oral ele ainda pode segurar em sua mão. "Essa é uma maneira agradável de ficar romanticamente ligado com a parceira", comenta ela.

Sirva de guia

"Quando os homens se masturbam, toque é bastante áspero," diz Lisa Thomas, terapeuta sexual. "Se eles usam a mesma pressão sobre nós, vamos sentir dor." 

"Treino os casais (que vão se consultar no meu escritório) a usarem a técnica de escrita, onde ela leva a mão do parceiro até a região e mostra de que forma gosta de ser tocada e como se sente melhor", detalha Lisa.

Plus no beijo

Beijar não significa somente saber usar a língua, é também sobre como vocês se tocam. Usar as mão para acariciar e, também, usar de leves pressões pode estimular o ritmo e a intensidade do sexo.

Ao segurar o rosto dele enquanto você beija seus lábios mostra o quanto você está excitada e ele, totalmente engajado. "Isto é especialmente verdadeiro, ainda mais se vocês não dormiram juntos", comenta Liza.

Leia mais - Música é mais afrodisíaca que vinho e lingerie e melhora o sexo, mostra pesquisa

Estímulo a mais

Todas nós já ouvimos este dado deprimente: somente um quarto das mulheres, aproximadamente, conseguem atingir o clímax na relação. Então por que não colocar os dedos em ação?

Em um recente estudo australiano, 71 % das mulheres que tiveram um orgasmo durante o último encontro disseram que combinarm a estimulação manual junto com a penetração.

"Isso porque ele tem acesso fácil a seus órgãos genitais, principalmente quando está de frente", fala Lisa. Além disso, esta poisção é ideal para ditar um ritmo de estimulação do clitóris. 

Quando você faz o sexo oral

Quando você está indo para baixo, para fazer o sexo oral nele, pode pedir que ele brinque com seu cabelo. "Quando temos o nosso cabelo escovado ou tocado, é uma experiência que pode conectar muito", diz Monica Lieser, terapeuta conjugal e autora do livro "14 dias de Preliminares".

Leia mais - Vaginismo: entenda a disfunção que pode afetar a vida sexual feminina

Em outras palavras, o simples ato de usar as mãos, ou melhor, o correr os dedos através dos fios dos seus cabelos torna a experiência de sentir mais mútua - você irá gostar e também estará na ação.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.