Praia, piscina, calor, viagens, biquínis... São muitos fatores que fazem com que as mulheres desejem perder peso para aproveitar os dias ensolarados da próxima estação, que começa dia 22 de dezembro. Além de investir em dietas e exercícios, muitas pessoas também recorrem aos tratamentos estéticos para queimar gordura, que prometem resultados rápidos e eficazes.

Leia também: Não é dieta nem exercício, mas ajuda a emagrecer: conheça o mindful eating

tratamentos estéticos para queimar gordura
shutterstock
Os tratamentos estéticos são uma boa alternativa para queimar gordura e aproveitar o verão com um shape definido

Nem todos os procedimentos, porém, são indicados para todas as pessoas, por isso é importante ter atenção ao escolher o método para queimar gordura e melhorar o shape. Para te ajudar, o Delas conversou com especialistas que falaram sobre nove tipos de tratamentos não cirúrgicos comuns e seus preços. Veja:

1. Criolipólise

criolipólise
shutterstock
Os resultados da criolipólise aparecem em cerca de 15 dias. O preço do método varia entre R$ 500 e R$ 700

A criolipólise pode ser feita em várias partes do corpo, como no abdômen, nas coxas, no quadril, no tórax e nos braços. Luciana Sensini, fisioterapeuta e coach de emagrecimento com especialização em dermatofuncional, diz ao Delas que o método é um tipo de procedimento para eliminar gordura com base na intolerância das células a temperaturas baixas.

"Nesse tipo de tratamento é utilizado um equipamento que congela as células de gordura mas para que seja eficaz e seguro, o tratamento deve ser realizado com um aparelho certificado e com a manutenção em dia, porque quando isso não é respeitado pode haver queimadura de 2º e 3º grau", afirma ela, que também é CEO das franquias Fisioforma.

"O profissional utiliza uma manta que contem um gel protetor na pele e depois posiciona o equipamento na região a ser tratada. Assim, o aparelho irá sugar e resfriar essa área até cerca de -7 a -10ºC por 1 hora, que é o tempo necessário para que haja congelamento das células de gordura. Após o congelamento, as células de gordura rompem-se e são eliminadas naturalmente pelo sistema linfático", complementa.

A especialista pontua ser necessário realizar uma sessão de massagem local para "uniformizar" a área após o procedimento e recomenda ao menos uma sessão de drenagem linfática ou outras tecnologias para auxiliar na eliminação da gordura.

"Os resultados da criolipólise começam a surgir em cerca de 15 dias, mas são progressivos e vão acontecendo em cerca de 8 semanas após o tratamento, que é o tempo que o organismo necessita para eliminar completamente a gordura que foi congelada", ressalta Luciana.

A coach conta que o valor do método varia entre R$ 500 e R$ 700 e destaca suas  contraindicações. Pessoas com excesso de peso, obesidade, hérnia no local a ser tratado e problemas em relação ao frio, como urticária ou crioglobulinemia, que é uma doença relacionada ao clima mais gelado, não devem se submeter ao procedimento.

"Também não é recomendado para mulheres grávidas ou com alterações na sensibilidade da pele devido a diabetes", salienta.

2. Manthus

manthus
shutterstock
O manthus pode custar de R$ 150 e R$ 250 por sessão e é bom para queimar gorduras e combater celulite e flacidez

O manthus é um equipamento estético utilizado para queimar gordura localizada, combater a celulite, a flacidez e a retenção de líquido. Conforme explica a dermatologista Luiza Lopes, do Rio de Janeiro, ele usa a terapia combinada do ultrassom e de micro correntes ao mesmo tempo.

"O ultrassom provoca a quebra da célula de gordura e a micro corrente potencializa sua ação e estimula o sistema linfático a eliminar estas gorduras e toxinas de forma eficaz", declara a profissional ao Delas .

"O aparelho é acionado após a colocação de um gel condutor na região a tratar e depois é realizada uma massagem em movimentos circulares para eliminar a gordura localizada. A sessão tem a duração de, aproximadamente, 30 minutos", acrescenta.

Além disso, o tratamento também é indicado para momentos pré e pós-operatórios de cirurgias plásticas, uma vez que ajuda a melhorar o contorno corporal. Quem quiser investir no método deve desembolsar de R$ 150 e R$ 250 reais por sessão. Contudo, Luiza garante que há a opção de comprar um pack de 10 sessões, que costumam "ser mais econômicos".

3. Drenagem linfática

drenagem linfática
shutterstock
A drenagem custa de R$ 180 a R$ 300 e é eficaz para reduzir medidas e eliminar toxinas do corpo

Esse tratamento é uma massagem que atua no sistema linfático – uma rede de vasos que movem fluidos pelo corpo – e o estimula a trabalhar mais rápido. "A principal função da drenagem linfática é acelerar o processo de retirada dos líquidos acumulados entre as células e os resíduos metabólicos, encaminhando-os aos vasos capilares e, por meio de movimentos específicos, direcionando para que sejam eliminados", esclarece Luciana.

Luiza Lopes afirma que os principais benefícios desse método são a redução da retenção de líquido, ativação da circulação sanguínea, combate à celulite e até o relaxamento corporal. "A função da drenagem linfática é retirar a linfa que fica acumulada entre as células, o que pode ser ocasionado por um retardo da pessoa na produção da linfa, por exemplo, ou por dificuldades da absorção por parte das células", enfatiza a dermatologista.

"Com essa estimulação, há a diminuição do inchaço e melhora da celulite", diz ela. "O procedimento melhora também a circulação em geral, relaxa o corpo e pode atuar discretamente no combate a gordura localizada - uma vez que a massagem aumenta o metabolismo do local", reforça.

A drenagem custa de R$ 180 a R$ 300, e as profissionais deixam claro que esse procedimento, por si só, não ajuda a emagrecer. O que ele faz é colaborar com a redução de medidas por acabar com o inchaço e eliminar toxinas do corpo.

Segundo Luiza, o transporte de gordura – especialmente na forma de triglicerídeos – e vitaminas é feito pela linfa do intestino até "desembocar" no fígado e ser metabolizado para, então, enviar ao sistema circulatório os nutrientes e volume sanguíneo de modo balanceado.

"Por isso, quando há uma melhora da circulação da linfa, há também uma maior oxigenação dos tecidos do corpo, o que melhora o aspecto da celulite e gordura localizada", conta ela.

4. Lipocavitação

lipocavitação
shutterstock
Quem quiser fazer lipocavitação deve desembolsar de R$ 150 a R$ 300. Ela ajuda a eliminar gordura por meio de ultrassom

A lipocavitação também é popularmente conhecida como "lipo sem cortes" e consiste em utilizar um aparelho de ultrassom de alta potência para atingir camadas profundas de gordura da pele.

"Essa potência [de 40 khz] atinge a camada adiposa com tanta profundidade que causa a lipólise, que é a quebra da gordura, que a transforma em ácidos graxos, que é metabolizada pelo  organismo", comenta Luciana Sensini.

A energia do ultrassom penetra até a gordura subcutânea – localizada abaixo da parte externa da pele e muito prejudicial à saúde – e gera pequenas bolhas das células de gordura, chamadas adipócitos. "Essas bolhas aumentam progressivamente em número e causam agitação no interior da célula e levam ao seu rompimento", complementa.

"A gordura, então, se divide em ácido graxo e glicerol: o ácido graxo se liga a uma substância chamada albumina e é eliminada pelo fígado, o glicerol é solúvel em água e, por isso, é eliminado pelos vasos linfáticos e urina", salienta a fisioterapeuta.

De acordo com a especialista em dermatofuncional, desde a primeira sessão é possível ver os resultados, entretanto, em média, são necessárias oito sessões para ter o resultado completo. Cada uma delas dura cerca de 30 minutos e pode custar entre R$ 150 e R$ 300.

Luiza Lopes declara que, após cada sessão de lipocavitação, é aconselhável que a pessoa realize uma sessão de drenagem linfática, tenha uma alimentação balanceada e pratique exercícios aeróbicos para garantir a eliminação de gordura e evitar que ela apareça em outros lugares do corpo ou se acumule novamente.

Leia também: Açafrão traz benefícios à saúde e ainda ajuda na perda de peso; veja como usá-lo

5. Radiofrequência

radiofrequência
shutterstock
A radiofrequência ajuda a acabar com gorduras, flacidez, celulite e rugas. O preço vai de R$ 200 até R$ 1.000

O procedimento estético é uma forma de eliminar a flacidez no rosto e no corpo, além de combater rugas, linhas de expressão, celulite e gordura localizada. "É um método seguro e com efeitos duradouros", ressalta a dermatologista Luiza.

Luciana explica como o tratamento funciona: "A técnica age através da geração de calor no tecido embaixo da pele, que induz a produção de novas fibras de colágeno e melhora o aspecto da pele. Para isso, são emitidas correntes de alta frequência, que contam com uma tensão aproximada de 30.000 a 40.000 volts e com frequência de 1560 a 200 kilohertz", salienta.

O aparelho de radiofrequência elege a temperatura da pele e isso rompe as membranas das células de gordura e as elimina do corpo. "Os resultados podem ser observados nos primeiros dias logo após a primeira sessão e o resultado é progressivo, e por isso, quantos mais sessões, a pessoa fizer, maiores e melhores serão os resultados", declara Luiza.

As especialistas reforçam que o método não é invasivo e causa efeitos apenas onde é aplicado. Os valores das sessões variam de acordo com a tecnologia utilizada, mas podem ser de R$ 200 até R$ 1.000.

6. Mesoterapia

mesoterapia
shutterstock
A mesoterapia é eficaz para combater celulite, gorduras, estrias e flacidez. Ela custa de R$ 100 a R$ 500

Conforme esclarece a fisioterapeuta Luciana, esse procedimento é indicado para combater celulite, gorduras localizadas, estrias, flacidez, redução de papadas, rejuvenescimento, desvitalização da pele da face e alopecias – queda de cabelo. Pode ser feita tanto em homens quanto em mulheres.

"Pode ser realizada com agulhas ou sem agulhas através de um equipamento que exerce uma pressão na pele ou no tecido subcutâneo (tecido de gordura). O ativo aplicado é escolhido pelo profissional de acordo com o objetivo do tratamento. Esta técnica é utilizada para introduzir alta concentração de determinados ativos no local de ação, aumentando o resultado desejado", explica ela.

Luiza Lopes considera o procedimento uma "revolução" no mundo estético. "Especialistas afirmam que os resultados de uma mesoterapia corporal podem ser superiores aos de uma lipoaspiração, perdendo apenas em termos de tempo gasto no tratamento, já que a lipoaspiração é capaz de remover gordura de uma forma muito mais rápida e eficaz", conta.

"No entanto, embora sejam necessárias mais sessões de mesoterapia para a observação de bons resultados, o procedimento é muito menos invasivo e mais seguro", acrescenta a dermatologista carioca.

Os preços de cada sessão vão de R$ 100 a R$ 500 e elas têm duração média de 15 ou 20 minutos. Segundo as profissionais, os resultados positivos podem ser vistos desde os primeiros dias.

7. Endermologia

endermologia
shutterstock
Endermologia "suga" a pele e ajuda a eliminar gorduras na barriga, pernas e braços. O preço, em geral, é de R$ 100

Cansou de ter aquela "pochete" ou o famigerado "tchauzinho"? A endermologia é um dos tratamentos estéticos ideais para combater a gordura localizada na barriga, pernas e braços, além de ajudar a eliminar a celulite.

Também conhecida como endermoterapia, o método consiste em uma massagem feita com um aparelho específico de vácuo e ultrassom que estimula o fluxo de sangue, desmancha os nódulos de celulite e elimina as toxinas. Segundo Luiza, é uma técnica muito segura e que não causa dor alguma.

"O tratamento consiste em 'sugar' a pele, promovendo um deslizamento e descolamento da pele e da camada de gordura, da fáscia que recobre os músculos para melhorar a circulação sanguínea, eliminando a retenção de líquidos, moldando o corpo e tornando a pele mais brilhante e macia", afirma ela.

Luciana ressalta que o preço da endermologia varia de acordo com a região do corpo a ser tratada e clínica em que o procedimento é feito, mas, em geral, pode custar cerca de R$ 100 por sessão.

8. Carboxiterapia

carboxiterapia
shutterstock
A carboxiterapia é um procedimento que injeta gás carbônico na pele. Ele pode custar de R$ 160 a R$ 600

A técnica se baseia na aplicação de injeções de gás carbônico na pele para acabar com celulites, estrias, gordura localizada e flacidez. "O gás da carboxiterapia melhora a circulação celular e a oxigenação dos tecidos", destaca Luciana Sensini.

"A sua aplicação é ampla, quando aplicado no rosto, aumenta a produção de colágeno, já nas nádegas reduz a celulite, mas também combate a gordura localizada, minimiza as células de gordura, podendo ser usado na barriga, flancos, braços e coxas", comenta a fisioterapeuta e coach de emagrecimento.

De acordo com as especialistas, o preço desse procedimento é de R$ 160 a R$ 600, e depende do número de sessões e de regiões a se tratar.

9. Cremes

cremes estéticos
shutterstock
Cremes estéticos, especialmente os termogênicos, são bons para melhorar o corpo e custam cerca de R$ 200

Além dessas opções de tratamentos estéticos, os cremes, especialmente cremes termogênicos, se firmam como uma boa alternativa para definir o corpo a tempo do verão. "Creme termogênico estimula o metabolismo do corpo, melhora a circulação sanguínea e a drenagem linfática, devido ao efeito térmico quando aplicado a áreas problemáticas", pontua Luciana.

Luiza Lopes enfatiza: "Cremes que tenham na sua composição cafeína associada a peptídeos e extratos vegetais, além de ioembina, L-carnitina e centella asiática, são potentes para combater a gordura localizada".

Segundo a dermatologista, esses produtos podem ser manipulados ou encontrados prontos em farmácias. Em média, eles custam R$ 200.

Cuidados ao escolher os procedimentos

tratamentos estéticos
shutterstock
Cuidado ao escolher os tratamentos estéticos. É importante verificar o estabelecimento e os profissionais

É importante prestar atenção em algumas coisas ao escolher realizar um método estético. Lúcia Miranda, dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, destaca que, para não cair em armadilhas, é fundamental buscar por profissionais que tenham históricos e indicações positivas. 

"Muitas vezes o barato sai caro. É importante fazer os procedimentos com médicos habilitados. Para descobrir se o profissional é ou não capacitado, tem como pesquisar nos portais das sociedades de cada especialidade e sempre buscar o CRM", diz Lúcia.

As especialistas enfatizam que deve-se sempre verificar se o estabelecimento possui registros dos órgãos regulamentadores, como a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), e se os aparelhos e equipamentos estão regularizados.

Vale frisar também que gestantes, portadores de marcapasso e pessoas com doenças autoimunes, como diabetes tipo 1, psoríase e esclerose múltipla, não podem se submeter a esses métodos.

"A maioria dos tratamentos estéticos podem ser realizados na maior parte da população, porém é importante portadores de alguma condição especial serem liderados pelo médico para realizar os procedimentos", afirma Luiza Lopes.

Leia também: Jovem que "odeia academia" consegue emagrecer 38 kg com exercícios no bambolê

Só os tratamentos estéticos não são suficientes

tratamentos estéticos
shutterstock
As especialistas pontuam que além dos tratamentos estéticos é importante cuidar da alimentação e fazer exercícios

Se o seu objetivo é queimar gordura , além dos tratamentos estéticos, as especialistas salientam ser fundamental ter hábitos alimentares saudáveis e realizar atividades físicas, por exemplo.

"Um protocolo com a combinação de tratamentos é o ideal. Uma boa combinação é associar uma tecnologia (aparelho) com massagem modeladora, exercício físico e alimentação saudável", conta Luiza.

"Não existe milagre, é necessário fazer um acompanhamento médico e nutricional sempre. Dessa forma, mantemos um estilo de vida saudável com alimentação adequada e exercício físico", finaliza a dermatologista.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários