Tamanho do texto

Fonte de gordura boa, o azeite de qualidade é bem-vindo na dieta e ajuda quem está querendo emagrecer. Veja dicas para acertar na hora da compra

Minha Saúde

Ele tempera saladas, dá um sabor especial aos pratos e é uma fonte de gorduras boas , que fazem bem ao coração e ajudam a reduzir o colesterol alto. O azeite é um item que não pode faltar na dieta. Porém, é preciso saber escolher qual o azeite mais saudável.

salada temperada com azeite arrow-options
shutterstock
Você sabe escolher, na gôndola do supermercado, o melhor azeite? Veja as dicas e não erre


Leia também: Azeite de oliva ajuda, sim, a emagrecer; saiba como consumi-lo da maneira certa

E para identificar um bom azeite no supermercado é preciso conhecer os principais tipos e entender melhor as recomendações de uso e suas características.

Azeite extravirgem é o melhor?

Para ser considerado extravirgem, o azeite deve ter acidez de até 0,8%. Isso acontece pois quanto menor a acidez, mais gorduras boas, melhor a qualidade nutricional e mais benefícios o produto possui, ou seja, quanto menos a acidez, mais puro é o produto e melhor a qualidade. 

Segundo informações do portal Metrólopes, dicas é dar sempre preferência para o azeite extravirgem . Quando isso não for possível, escolha o virgem.

Como escolher o melhor azeite no supermercado 

O melhor azeite é o puro, sem misturas com outros azeites ou óleos. Para conferir essa informação, consulte o rótulo do produto. Certifique-se de que o azeite não foi misturado com azeite refinado ou outros óleos. Caso isso aconteça, a denominação é óleo composto.

Na hora de escolher o seu azeite, opte sempre por pegar os vidros que ficam no fundo da prateleira. Eles ficam armazenados longe da iluminação, o que também melhora a qualidade. Isso porque a exposição à luz e ao sol pode oxidar as gorduras monoinsaturadas e fazer com que o azeite perca qualidades nutricionais.

Outra dica é escolher os azeites de embalagem escura e de vidro, que evitam que a luz entre em contato com o óleo e faça ele perder as propriedades nutricionais.

Fiscalização

Também é importante é acompanhar a fiscalização feita por associações de defesa do consumidor, como a PROTESTE, que avalia a qualidade de diferentes azeites disponíveis no mercado. Isso evita a compra de produtos adulterados ou com fraude.

Leia também: Fuja do azeite de oliva pirata: saiba reconhecer um produto falsificado

Além disso, fique atento: o azeite lampante é um tipo de azeite não recomendado para o consumo, pois sua acidez é maior que 2,0%. Seu uso é comum como combustível em equipamentos de iluminação, mas algumas vezes pode ser utilizado, sem o tratamento adequado, em misturas com outros tipos de azeite.

    Leia tudo sobre: dieta