Tamanho do texto

Dia da Pizza é celebrado nesta terça, e quem precisa controlar o que está comendo por conta das calorias não precisa ficar de fora da comemoração

O Dia da Pizza, uma das comidas mais amadas do mundo, principalmente aqui em São Paulo, é celebrado nesta terça-feira (10). A preparação é feita de diferentes formas: tem a italiana, mais tradicional, tem a versão romana, que não é redonda, a americana, que é mais “massuda”, e, claro, tem a brasileira, mais conhecida pelos recheios variados. O que se assemelha em quase todas são as altas calorias, mas é possível também fazer uma massa de pizza integral quando necessário.

Leia também: Quer cortar carboidrato? Confira 9 receitas low-carb que estão fazendo sucesso

Massa de pizza integral não precisa ser regra, mas ajuda aqueles que não podem sair da dieta por diferentes motivos
Shutterstock
Massa de pizza integral não precisa ser regra, mas ajuda aqueles que não podem sair da dieta por diferentes motivos

Isso quer dizer que você não deve comer esse prato tão querido na sua versão original? Não. Claro que não dá para comer todos os dias, mas às vezes não tem problema algum… a não ser que você tenha alguma restrição, aí fica mais difícil. O bom é que dá, sim, para encontrar alternativas, e uma delas é fazer uma massa de pizza integral .

Pessoas com diabetes, por exemplo, colesterol alto ou em uma fase do treino que não rola “enfiar o pé na jaca” podem também optar pelas versões de recheios mais leves ou nutritivos. Não é preciso não comer, basta escolher a melhor opção – ou fazer em casa. A nutricionista coordenadora do programa Bio Nutri, da Bio Ritmo, Fúlvia Gomes Hazarabedian, sugere uma receita de pizza integral que também é super nutritiva. Dá para a família toda e os amigos aproveitarem do Dia da Pizza sem culpa.

Leia também: O que fazer para encontrar uma alimentação melhor e mais saudável?

Segundo a especialista, os recheios sugeridos para acompanhar a massa de pizza integral, por possuírem proteína, somados ao carboidrato da massa, permitem que ela seja considerada uma refeição completa, com macronutrientes. Para quem está em uma fase de maior foco nos treinos, Fúlvia recomenda a ingestão da pizza integral de 90 a 60 minutos antes da atividade física ou em até 45 minutos após.

Saiba como fazer a massa de pizza integral

Ingredientes para a massa:

  • 2 e 1/2 xícaras de farinha de trigo
  • 1/2 xícara de farinha de trigo integral
  • 1/2 xícara de gérmen de trigo ou de linhaça dourada moída
  • 2 colheres de gergelim
  • 2 colheres de fermento em pó
  • 1/2 colher de sobremesa de sal
  • 2 colheres de sobremesa de açúcar
  • 4 colheres de óleo de coco
  • 1/2 xícara de água morna

Modo de preparo:

Em um recipiente, colocar a água morna, o sal, o açúcar e o óleo. Depois, adicione as duas farinhas de trigo, o gérmen de trigo ou linhaça, o gergelim e acrescente o fermento. Misture todos os ingredientes até formar uma massa homogênea.

Faça uma bola e deixe crescer por uns 40 minutos, em lugar onde faça calor, para que a massa cresça mais rápido. Depois que a massa dobrar de tamanho, estire-a sobre um molde para pizza e deixe novamente crescer por uns 30 minutos. Depois, leve ao forno.

Acrescente na massa já pronta os recheios sugeridos abaixo, preparados separadamente, que podem ou não serem brevemente finalizados no forno, já sobre a massa da pizza.

Leia também: Especialista alerta que algumas dietas podem fazer mal para a saúde bucal

Opções de recheios:

Para completar a massa de pizza integral com opções saudáveis de recheio, você pode optar por atum, tomate e orégano ou queijo cottage, tomate e manjericão. Outra opção é desfiar frango e misturar com milho e creme de ricota.

    Leia tudo sobre: Receitas
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.