Tamanho do texto

Max Lowery afirma que tomar café da manhã o faz se sentir devagar e com fome durante o todo o dia. Ao pular a refeição, ele diz que se sente mais animado, disposto e sem vontade de comer besteiras ou guloseimas

Comece o dia com um bom café da manhã. Muitos acreditam que esse é o melhor caminho para entrar em forma e seguir uma alimentação saudável . Entretanto, o personal trainer e autor do livro "2 Meal a Day" (Duas refeições por dia, em tradução livre para o português), Max Lowery, defende exatamente o oposto disso. 

Leia tudo sobre dieta

Café da manhã é mesmo necessário?
shutterstock
Café da manhã é mesmo necessário?


Em entrevista ao "Business Insider", o britânico afirma ter abandonado o café da manhã há quatro anos. Ele diz ainda que antes, quando fazia convencionalmente a primeira refeição do dia, sentia-se letárgico, mais devagar e com fome durante todo o dia. Sem o café, a situação mudou. Ele comenta que fica mais animado e disposto e não sente vontade de atacar doces e guloseimas ao longo do dia. 


Mitos sobre o café da manhã

Segundo o autor, é mito dizer que o café é a refeição mais importante do dia, assim como também não é verdade afirmar que pular essa refeição deixará o metabolismo mais lento.

Antes de desenvolver o método "2 Meal a Day", Lowery diz que pesquisou bastante sobre o assunto e que, de acordo com pesquisas, os chamados benefícios do café da manhã foram descobertos apenas por meio de estudos de observação e não testes de fato. "Fiquei abismado quando procurei por evidências. Achei que encontraria muitas", comenta ao portal. 

Leia também: Médico diz que a melhor maneira de comer frutas é após jejum; entenda motivos

Jejum prolongado

Pular a primeira refeição do dia traz, como defende Lowery, as vantagens de um jejum prolongado. Nesse caso, a pessoa não fica apenas oito ou nove horas sem alimento (tempo do sono), mas passa de 16 a 18 horas sem comer. Com isso, o corpo vai procurar fontes de energia armazenada e não vai queimar apenas açúcar, mas também gordura. "Nosso corpo é uma máquina inteligente de queima de gordura", diz o personal trainer. 

Leia também: Jejum pode ajudar a emagrecer; veja como fazer e evitar riscos à saúde

Max Lowery é personal trainer e defende jejum para se manter em forma
Reprodução/Instagram/@max.lowery
Max Lowery é personal trainer e defende jejum para se manter em forma

E para conseguir tais benefícios do jejum, ele fala que é mais fácil, por exemplo, pular a primeira refeição do dia e partir logo para um lanche ou almoço reforçado do que ficar sem jantar. 

Segundo o personal trainer, os resultados da mudança alimentar foram sentidos no corpo e na disposição. "Não apenas estou 10% abaixo da gordura corporal sem ter de ficar fazendo dietas ou contando calorias, como também tenho mais energia do que antes e, supreendentemente, sinto menos fome". 

Para quem não quer ser tão radical, ele defende seguir o que acha correto e não o que é ditado pela moda das dietas ou até mesmo pela indústria alimentícia, que ajudou a construir os mitos sobre a necessidade do café da manhã para vender mais produtos, como cereais matinais. "Isso não significa que você não deva tomar café, mas, sim, que isso não deve ser feito apenas por obrigação e que você não deve se culpar achando que pular essa refeição trará um impacto negativo para seu corpo". 

    Leia tudo sobre: dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.