Tamanho do texto

A bebida, assim como o refrigerante diet ou light, pode fazer você querer comer mais e, assim, engordar, indica estudo recente. Veja os detalhes

Não é de hoje que as versões light e diet de refrigerante são condenadas por médicos e nutricionistas. Mesmo tendo menos calorias que as versões normais, as bebidas não agregam valor nutricional algum à dieta e podem ser riscados do cardápio. Estudos já apontaram também os males desses refrigerantes ao organismo . Recentemente, uma nova pesquisa mostrou que esses refrigerantes e até água com gás também podem fazer você engordar. As informações são do jornal inglês "Daily Mail". 

Água com gás é um vilã nas dietas, aponta estudo
shutterstock
Água com gás é um vilã nas dietas, aponta estudo


Segundo estudo da Birzeit University, da Palestina, o dióxido de carbono presente na água com gás e nos refrigerantes tem no corpo o efeito de deixar quem bebe com mais fome. Com isso, há o risco de ingerir mais alimentos e engordar. 

Leia também: Fome antes de dormir? Veja as melhores opções de lanches noturnos

Detalhes da pesquisa

Os pesquisadores observaram, por três meses, o comportamento de ratos. 16 animais foram divididos em grupos e enquanto alguns receberam água, outros beberam apenas água com gás ou refrigerantes normais e zero. Todos tinham acesso a uma quantidade ilimitada de comida. 

Depois do tempo do estudo, notou-se que os grupos que ingeriram bebidas gasosas ganharam mais peso que os outros. 

A pesquisa seguiu e, um ano depois, aqueles ratos que do grupo das bebidas gasosas também haviam acúmulado gordura nos órgãos, um sinal de obesidade crônica. 

Leia tudo sobre dieta

Gatilho da fome

De acordo com a pesquisa, o dióxido de carbono é um gatilho no organismo para um hormônio que desperta a fome. A taxa de grelina, conhecido como hormônio da fome , aumentou nos ratos que ingeriram as bebidas gasosas. Com isso, foi concluído que as pessoas que bebessem esses líquidos sentiriam mais vontade de comer, podendo acabar exagerando e estragando a dieta, ganhando alguns quilos a mais. 

O estudo sobre refrigerantes e água com gás foi publicado no periódico "Obesity Research & Clinical Practice". Segundo o "Daily Mail", a British Soft Drinks Association colocou em dúvida a relevância do estudo, já que foi baseado em experiência em ratos. "Não há base científica de que o dióxido de carbono presente nessas bebidas - e até na cerveja - cause aumento da fome ou da obesidade. É ruim assumir que os resultados em ratos serão os mesmos que em humanos", disse Gavin Partington, diretor geral da associação britânica. 

    Leia tudo sobre: dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.