Tamanho do texto

A bebida deve ser apreciada com moderação e combina com o clima mais frio do outono e do inverno. Mas você sabe qual vinho é o mais calórico?

As temperaturas mais amenas do outono e os das frios do inverno combinam com uma bela taça de vinho. A bebida alcóolica deve ser ingerida sem exageros e pode até trazer benefícios. Estudos do American Institute for Cancer Research mostram que os fitoquímicos presentes nos vinhos tintos podem prevenir o câncer e alguns processos inflamatórios. Outras pesquisas motram que a bebida quando consumidada com moderação reduz os riscos de doenças cardiovasculares, derrame e outros males. 

Leia também: Quais os drinques mais calóricos? E os mais magrinhos? Veja lista

Qual vinho cabe em sua dieta?
shutterstock
Qual vinho cabe em sua dieta?


Mas, como já estamos cansados de escutar, as bebidas alcóolicas também são, geralmente, bastante calóricas. E o consumo delas pode acabar com a dieta. Para complicar, os rótulos não trazem informações sobre a energia fornecida na bebida. Afinal, qual vinho é o mais calórico? Qual cabe na minha dieta?

Quem acaba com essas dúvidas é Tanya Zuckerbrot, criadora da dieta F-Factor Diet, ao site da revista "Women's Health". O valor calórico dos vinhos varia de acordo com as uvas usadas para a fabricação da bebida e região que elas foram cultivadas. 

Leia também: Cerveja é coisa de mulher, sim! 10 motivos que provam isso

Brancos x Tintos

Para começar, ela lista quais os vinhos brancos menos calóricos: Chardonnay, Riesling, Zinfandel branco, e o Sauvignon Blanc. Todas essas opções têm menos de 85 kcal por taça e 1 grama de açúcar. 

Tanya diz que é preciso tomar cuidado com as bebidas de sobremesa, que são mais adocicadas. Esses possuem mais de 164 kcal por taça, além de 8 gramas de açúcar. 

Se você prefere os tintos, a lista dos mais "magrinhos" inclui Merlot, Pinot Noir e Rose, todos com aproximadamente 88 kcal por taça. E aqui os perigos para a balança estão as versòes Sherry or Marsala, com cerca de 163 kcal por taça. 

A boa notícia é que, segundo Tanya, os vinhos engordam menos e têm menos calorias que outras bebidas típicas do happy hour com os amigos, como cerveja, margarita ou vodca. 

Leia também: Misturar bebida diet ao drinque embriaga mais rápido

Cuidado com a quantidade

Como já foi ressaltado, a chave para essas bebidas é moderação. Se consumida em excesso, a bebida alcóolica causa dependência, traz diversos problemas para a saúde e acaba com qualquer dieta.  Tanya também sugere o quanto seria permitido consumir para evitar problemas. Para mulheres, a cota é de uma taça de vinho por dia, por exemplo. 

    Leia tudo sobre: dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.