Tamanho do texto

Pesquisa aponta um prato de batata frita é menos prejudicial para sua dieta do que comer macarrão durante uma "escorregada". Veja os detalhes

Ninguém é de ferro e tem momentos que é praticamente impossível seguir a dieta à risca e se alimentar apenas de verduras, legumes e carnes grelhadas. Tem aquele dia que você daria tudo por uma porção de batata frita. Saiba que, segundo a ciência, essa delícia nem vai arruinar sua dieta. 

Batata frita pode não ser tão ruim assim para a dieta, mas é preciso moderação
Thinkstock/Getty Images
Batata frita pode não ser tão ruim assim para a dieta, mas é preciso moderação


Manteiga, chocolate, sorvete e mais: eles podem, sim, entrar na dieta

De acordo com pesquisa feita por britânicos do "Leatherhead Food Research", batata frita é, digamos, menos prejudicial para a dieta, do que macarrão, por exemplo. E, sim, estamos falando da versão frita. Você não leu errado. 

Carboidratos no almoço

Os estudiosos analisaram dois grupos de pessoas que se alimentaram com as seguintes refeições ao longo do dia: café da manhã, almoço à base de alimentos ricos em carboidratos e jantar. Todos comeram o mesmo cardápio na primeira e na última refeição. Já o almoço era preparado com um valor calórico parecido, mas com uma leve mudança nos ingredientes. Para o primeiro grupo, era servido salada, almôndega e macarrão . Para o outro, salada, almôndega e batata , que poderia ser frita, assada ou em forma de purê. 

Branco, integral, selvagem… Qual o arroz ideal para sua dieta?

Fome à tarde

Para a análise, os cientistas britânicos conversaram com as pessoas e perguntaram como eles estavam em relação a fome durante a tarde. Entre todas as opções do almoço, eles disseram que se sentiram mais saciados quando comeram batata frita. Com isso, sentiam menos fome ao longo do dia e não exageram na última refeição, o jantar, antes de dormir. 

Por mais estranho que pareça, os pesquisadores relacionaram a fritura a um aumento da saciedade e, por consequência, diminuição nos excessos no jantar. 

Alerta ligado!

A pesquisa fala apenas de uma escapada da dieta. Em linhas gerais, as frituras devem continuar sendo evitadas em uma alimentação saudáveis. Comer gorduras desse tipo, como a trans, faz mal à saúde pode aumentar os níveis de colesterol e elevar a pressão arterial.

Pesquisa já relacionou a ingestão de frituras ao aumento do risco de Acidente Vascular Cerebral  para mulheres com mais de 50 anos. Segundo o estudo, o risco de AVC é 39% maior para aquelas que consomem uma dieta rica em gordura trans em comparação a uma dieta equlibrada. 

Além disso, gorduras a mais e muita batata frita significam quilinhos a mais. 

    Leia tudo sobre: dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.