Tamanho do texto

Nutricionista acaba com alguns mitos em torno desses e de outros alimentos e explica o porquê você pode mantê-los no cardápio

Manteiga, chocolate, vinho, sorvete... Esses são alguns alimentos que geralmente entram na lista negra de quem está tentando emagrecer ou seguir uma dieta mais saudável. Entretanto, a nutricionista Renee Fitton, do portal "My fit food" (minha comida saudável, em uma tradução livre para o português), faz uma lista com 7 desses alimentos um tanto quanto controversos e mostra o porquê eles fazem bem, sim.

Alimentação saudável pode ser prática, sim! Nutricionista dá dicas e receitas

Segundo Renee, é possível incluir na dieta manteiga e outras delícias. Veja a lista e a explicação da especialista:

Manteiga

Nutricionista indica consumir ghee ou outra manteiga clarificada
Thinkstock
Nutricionista indica consumir ghee ou outra manteiga clarificada


"Gordura é um dos macronutrientes que causa mais confusão", comenta Renee. Ela lembra que as gorduras são essenciais para a saúde, basta saber qual consumir. "Enquanto a gordura trans traz sérios riscos, outras, como as encontradas na manteiga, podem ser essenciais para a boa alimentação", compara a profissional. 

Ela indica consumir ghee e outras manteigas clarificadas. Elas são de mais mais fácil digestão e ainda contêm vitaminas A, D, E e K. 

Batata

Ao consumir batatas, prefira preparos cozidos ou ao forno
Thinkstock/Getty Images
Ao consumir batatas, prefira preparos cozidos ou ao forno

Sim, é uma fonte de carboidrato e muitos reduzem esse nutriente quando quererm perder peso. Entretanto, o corpo precisa disso como fonte de energia. E as batatas são ótimas fontes de carboidrato para quem é celíaco ou tem alguma sensibilidade ao glúten. Por outro lado, devem ser evitadas, segundo Renne, por quem é diabético e ou sensível a picos de açúcar no sangue. 

O segredo para que alimento seja saudável está na preparação. Sozinhas, as batatas são ótimas fontes de potássio, vitaminas C e B6, além de fitonutrientes e antioxidantes. Prefira os cozidos e deixe de lado as receitas que levam bacon ou creme de leite. 

Carne vermelha

Essa é a porção indicada de carne para uma refeição
Reprodução/Facebook
Essa é a porção indicada de carne para uma refeição

Renné fala que essas carnes são ricas em ferro, nutriente que geralmente fica em deficiência no período pré-menopausa. Além disso, a carne vermelha fornece proteínas essenciais para a reconstrução de músculos e ossos. 

Escolha carnes orgânicas e as mais magras. Também não abuse na porção. 

Cafeína

Chás também são fontes de cafeína
shutterstock/Reprodução
Chás também são fontes de cafeína

É um termogênico que pode ajudar no processo da queima de gordura e também a emagrecer. Além disso, tem antioxidantes, vitaminas e minerais. Mas lembre-se que a cafeína também está presente em diversos chás, por isso, tente trocar o café essas opções. 

Termogênico acelera o metabolismo e ajuda a emagrecer, mas requer cuidados

Chocolate

Prefira os chocolates amargos para incluir na dieta
shutterstock/Reprodução
Prefira os chocolates amargos para incluir na dieta

Não é qualquer versão dessa delícia que faz bem. Opte pelo amargo, com uma maior porcentagem de cacau. Assim, terá benefícios de antioxidantes e flavonóides, e com isso melhorar os níves da pressão arterial e o fluxo sanguíneo, e ainda ajudará a produção de serotonina, substância que colabora para dar uma sensação de bom humor. 

Vinho tinto

Uma ou duas taças de vinho tinto estão liberadas
Thinkstock/Getty Images
Uma ou duas taças de vinho tinto estão liberadas

Bebida alcóolica é calórica e pode arruimar a dieta, mas se consumida com moderação, pode até fazer bem. É o caso do vinho tinto. O açúcar residual da fermentação da bebida ajuda a reduzir o índice glicêmico. Depois de duas taças, os problemas para o fígado e para o organismo já aparecer, portanto, controle a quantidade que irá ingerir. 

Sorvete

Sorvete também pode entrar no cardápio
Arquivo
Sorvete também pode entrar no cardápio

Se quiser essa delícia, escolha a versão normal. Geralmente, os sorvetes e doces com teor reduzido de gordura são cheios de outros ingredientes artificiais. Ao ler o rótulo, se achar algum ingrediente que nem consiga pronunciar, fuja do produto. 

Para comprar no mercado ou fazer em casa: o sorvete certo para cada dieta

Aqui também vale a regra da porção. Pode consumir o sorvete, assim como a manteiga ou chocolate, mas sem muitos exageros. E prefira os sabores a base de água de fruta, que são bem menos calóricos que aqueles que levam leite. 

    Leia tudo sobre: dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.