Tamanho do texto

Alimentos orgânicos são mais saudáveis e cada vez mais fáceis de serem encontrados. Você sabe como identificar um alimento orgânico?

Cada vez mais, os alimentos orgânicos ganham espaço nas prateleiras dos supermercados e também nas feiras. Eles são saudáveis e devem, sim, ser inseridos na rotina. Mas ainda é preciso cuidado ao comprar esse tipo de alimento para não ser enganada. 

Alimentação saudável pode ser prática, sim! Nutricionista dá dicas e receitas

Aposte nos alimentos orgânicos por uma rotina mais saudável
Getty Images
Aposte nos alimentos orgânicos por uma rotina mais saudável


Você pode conferir se o alimento que está levando para casa faz parte dos orgânicos . "Na feira, o consumidor pode pedir que o produtor mostre a declaração de conformidade orgânica e, no caso de produtos embalados, pode verificar o selo oficial (Produto Orgânico Brasil)", indica a nutricionista do Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), Mariana Garcia. 

Benefícios dos orgânicos

Segundo a profissional, sempre que possível, é indicado optar pelo alimentento orgânico. "São alimentos produzidos sem o uso de agrotóxicos, fertilizantes sintéticos ou sementes transgênicas", define Mariana. "Os benefícios dos alimentos orgânicos não se restringem à redução do consumo de agrotóxicos e extrapolam a saúde de quem os consome. No modelo de produção agroecológica, por exemplo, existem importantes benefícios ambientais e sociais, uma vez que o modo de cultivo protege o meio ambiente, a biodiversidade e valoriza os agricultores", completa Mariana. 

Termogênico acelera o metabolismo e ajuda a emagrecer, mas requer cuidados

É mais comum vermos frutas, verduras e legumes , mas a carne, por exemplo, também pode ser orgânica. "No caso de alimentos de origem animal, como carnes, ovos, leite e derivados, a alimentação destes animais também deve ser orgânica e não são utilizados antibióticos ou qualquer tipo de hormônio", esclarece a especialista. 

Por outro lado, os alimentos que são cultivados ou produzidos de forma convencional oferecem alguns perigos. "Os riscos à saúde causados pelo método convencional existem desde a gestação até a velhice. Há estudos que associam malformações fetais e aborto com os agrotóxicos , já foram encontrados resíduos do produto no leite materno. Também existe a associação dos agrotóxicos com alterações hormonais na infância, como a puberdade precoce, e doenças na fase adulta, como o câncer. Portanto, em qualquer fase da vida, o consumo de alimentos orgânicos traz benefícios", incentiva Mariana.

Por que são mais caros?

Está cada vez mais fácil de comprar um produto orgânico, mas ele ainda costuma ser mais caro que o convencional. "O custo de produção acaba sendo mais elevado por utilizar mais mão de obra e por respeitar o tempo de crescimento do vegetal e animal e o tempo de recuperação do solo. O modelo convencional interfere nesse processo", explica a nutriocionista do Idec. 

Leia tudo sobre dieta

"No entanto, algumas pesquisas recentes têm mostrado que a diferença de preço tem diminuído e que o local de compra determina o preço. Os alimentos orgânicos costumam ser mais caros nos supermercados e lojas especializadas e, atualmente, é possível encontrá-los com preços bastante acessíveis quando se compra diretamente do produtor em feiras de produtores e grupos de consumo responsável, por exemplo", sugere Mariana.

Para facilitar, o Idec tem uma ferramenta colaborativa que mostra diversas opções dessas feiras, o Mapa de Feiras Orgânicas. Já são 600 estabelecimentos cadastrados de todo o Brasil. 

Se ainda assim a conta pesar, tente trocar os alimentos aos poucos. "A substituição de alimentos convencionais pelos orgânicos é benéfica em qualquer proporção da dieta", conclui Mariana. 

    Leia tudo sobre: dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.