Tamanho do texto

Barriga chapada depende de boa alimentação e também de alguns exercícios

Para conquistar aquela barriga chapada, não há muito segredo. A fórmula é combinar boa alimentação  com exercícios físico. Para eliminar os quilinhos a mais, o indicado é apostar na atividade aeróbica. E para fortalecer os músculos, alguns exercícios de abdômen são fundamentais. 

O educador físico Vinícius Possebom, autor do livro "O Segredo da Queima de 48 horas", listou para o Delas quatro movimentos simples e certeiros para quem busca fortalecer a região e conquistar o abdômen dos sonhos. 

Exercícios para a barriga chapada

A atividade proposta intercala momentos de alta com momentos de baixa intensidade. Você deve fazer 20 segundos de movimento sem parar. Em seguida, levante-se e corra 10 segundos no lugar. Aproveite esse tempinho para respirar. Logo depois, faça o próximo exercício, seguindo os 20 segundos de atividade e os 10 de corridinha. Continue até completar todos os movimentos. Pronta? 

Prancha com braços estendidos

Exercícios da prancha com o braço estendido
Reprodução/O Segredo da Queima de 48 horas
Exercícios da prancha com o braço estendido

A prancha é um exercício bastante eficiente e trabalha a isometria. Nele, o músculo fica o tempo todo contraído. Para começar, o professor indica ficar na posição de prancha, com o tronco reto e os cotovelos apoiados no solo. Tire um dos braços do chão e o eleve até a altura do ombro. 

"Não se esqueça de contrair o abdômen, para o quadril não descer. Inspire pelo nariz e estenda o braço, soltando o ar quando baixar o braço", orienta Vinícius. 

Abdominal canivete

Abdominal canivete está na lista de exercícios para abdômen
Reprodução/O Segredo da Queima de 48 horas
Abdominal canivete está na lista de exercícios para abdômen

Neste exercício, braços e pernas trabalham para deixar o movimento ainda mais concentrado. Comece deitado, com as pernas estendidas e os braços acima da cabeça. "Abra e feche o tronco como um canivete, fazendo as mãos encontrarem as pernas", orienta o educador.

Ele ainda lembra que é preciso ficar atento à postura . O queixo não pode encostar no peito, por exemplo, ou o pescoço será sobrecarregado durante a atividade. 

Se for muito difícil, não desista! Vinícius comenta que é possível fazer o mesmo movimento, com as pernas flexionadas. Com o tempo e o fortalecimento da região abdominal, estique as pernas. 

Abdominal infra

Exercício para o abdômen inferior
Reprodução/O Segredo da Queima de 48 horas
Exercício para o abdômen inferior

É preciso também dar uma atenção especial à parte inferior do abdômen. Neste exercício, deite-se e apoie toda as costas no solo. Fique atento para manter a lombar também no chão. Estique as pernas e, depois, puxe o joelho em direção ao peito. 

"Inspire pelo nariz, quando esticar a perna, e solte o ar pela boca quando as recolher", orienta Vinícios. Também tenha cuidado para não separar os joelhos durante o movimento. 

Abdominal com as pernas elevadas

Exercício com as pernas elevadas trabalha a parte superior do abdômen
Reprodução/O Segredo da Queima de 48 horas
Exercício com as pernas elevadas trabalha a parte superior do abdômen

Este aqui se parece com o canivete, mas concentra o trabalho na parte superior abdominal. Comece deitado, com as pernas esticas. Eleve o tronco e estique os braços, até encostar nos pés. 

De novo, não se preocupe se o movimento for muito difícil. Comece indo com a mão em direção aos pés e vá se esforçando a cada treino, até conseguir tocar de fato os pés. 

Outras opções

Existem diversas outras combinações e movimentos para trabalhar a região abdominal. Segundo estudos científicos, fazer um pico na bola, elevar as pernas e trabalhar com movimentos de bicicleta  também garantem a barriga de tanquinho. 

Dicas preciosas

Há também algumas dicas importantes  que devem ser seguidas por quem busca uma barriga chapada. A principal é em relação à postura, tanto que Vinícius Possebom já comentou sobre isso ao ensinar os movimentos. Ao apoiar as mãos na cabeça no movimento tradicional de abdominal, aquele que se faz deitado, com pernas flexionadas e se retira o ombro do solo, cuidado para não fazer força com os braços e empurrar o pescoço. Tente manter sempre o queixo afastado do peito. 

Mantenha também a lombar no solo. Isso protege a região de lesões. Ao elevar as pernas, cuidado para manter a força na região do core e não sobrecarregar as pernas, por exemplo. 

Reparou que o educador físico sempre dava uma dica de respiração ? Isso irá turbinar seu treino. 

E lembre-se que seu corpo precisa de descanso também. Geralmente não é recomendado treinar os mesmos grupos musculares todos os dias. O dia de descanso ajuda o corpo e os músculos a se recuperar. O mesmo vale para o abdômen. 

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.