Tamanho do texto

De acordo com a pesquisa, o corpo parece se adaptar ao peso baixo que foi mantido pelo período de um ano

Apesar de reagir a períodos curtos de dieta, períodos maiores podem trazer boas mudanças químicas no corpo
Thinkstock Photos
Apesar de reagir a períodos curtos de dieta, períodos maiores podem trazer boas mudanças químicas no corpo

Um estudo da Universidade de Copenhagen descobriu que fazer um ano de dieta pode levar a mundanças químicas a longo prazo no corpo, permitindo que ele mantenha o novo peso atingido.

Diversas pesquisas anteriores já mostraram que o corpo pode reagir a dietas com o aumento dos hormônios que causam fome e fazem as células armazenarem mais calorias em forma de gordura.

Isso acontece porque o corpo cria um mecanismo de defesa para não morrer de fome, em tempos de restrição alimentar. Mas os pesquisadores descobriram que este mecanismo de sobrevivência do corpo pode ser “derrotado” depois de um ano de dieta.

A pesquisa juntou 20 pessoas obesas em uma dieta por um ano. Depois deste período, descobriram que o corpo deles produzia menos Grelina, conhecida como “hormônio da fome”, e mais GLP–1, um hormônio responsável por diminuir o apetite

“A maioria dos estudos mostra que quando você perde muito peso, seu corpo luta fortemente contra isso. Mas nós descobrimos que, na verdade, se você é capaz de manter seu peso baixo por um período longo, ele parece se adaptar a esse novo patamar”, disse o professor de biomedicina da Universidade de Copenhagen, Signe Sorensen Torekov, à Radio 4,  da BBC.

    Leia tudo sobre: dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.