Vitima de violência domestica  usa
Deposito de fotos
Vitima de violência domestica usa "fazer cabelo" como código para pedir socorro a a PM

Denunciar a violência doméstica não é uma tarefa fácil, já que a pessoa literalmente dorme sob o mesmo teto que o agressor. Apesar de vários estados terem leis que obrigam condomínios a denunciar situações de violência contra a mulher , nem sempre é possível contar com a ajuda exterior. Em Araçatuba, na última quinta- feira (9) uma mulher conseguiu pedir ajuda pelo 190 fingindo marcar para “fazer o cabelo”.  




Leia Também


Segundo o Jornal Metrópoles, o cabo Jimmy Carlos da Silva, estagiário do Centro de Operações da Polícia Militar do Estado de São Paulo (Copom), atendeu a ligação com a supervisão do cabo Cleber William Frare Beneguer. O supervisor percebeu então que a mulher não tinha ligado por engano e decidiu enviar uma viatura ao endereço informado por ela.

De acordo com a reportagem, a vítima saiu ao encontro da PM assim que as viaturas chegaram à sua residência. Ela tinha hematomas no rosto e disse ter sido ameaçada de morte pelo marido. Ele foi preso após a chegada da polícia e a confirmação das agressões feitas a esposa. Ela foi encaminhada para o pronto-socorro da cidade.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários