Sérgio, aos 7, e Adriana, aos 10, quando estavam em uma colônia de férias quando ele se declarou, anos depois, os dois se tornariam um casal
Acervo pessoal
Sérgio, aos 7, e Adriana, aos 10, quando estavam em uma colônia de férias quando ele se declarou, anos depois, os dois se tornariam um casal

Uma história de amor que viralizou no Twitter  se tornou alvo de roubo de imagem e cenário para comentários racistas no TikTok. Adriana Franco, 46 anos, é professora no Rio de Janeiro e ganhou fama repentina sem saber que um aluno seu partilhou uma homenagem que ela havia feito ao marido no dia dos namorados, usando a foto de infância. Ela que tem perfis somente no Facebook e Instagram, demorou alguns dias para descobrir como tinha ido parar no Twitter - este aluno levou a postagem do Facebook para o Twitter. Mas agora, outra rede que Adriana não tem perfil cadastrado, está se tornando cenário para roubo de imagem e comentários racistas.

Na manhã desta quarta-feira (17), a professora recebeu uma mensagem no WhatsApp, onde uma amiga contou que viu a foto de Adriana e Sérgio ser usada por outra pessoa. O vídeo postado em 22 de setembro é um "desafio" sobre compartilhar uma foto do começo do relacionamento e outra do momento presente. A mulher em questão usou a foto de Adriana e Sérgio crianças como se fosse o antes do seu relacionamento.

A situação se complica quando ao olhar as imagens, não só a diferença entre as crianças e os adultos é visível, mas os comentários feitos para apontar o fato são racistas. É possível ler frases como: "Ele é o Michael Jackson?", "como ele mudou de cor?", "ele fez branqueamento?", "o pretinho ficou moreninho", entre outros.

Uma pessoa conta que viu algo parecido: "pode ser sim gente. uma amiga de minha filha era bem escura. 20 anos depois ficou morena clara nem acreditei." Outra fala: "o moleque era zulu. cresce e vira bege do nada. trocaram ele e ela nem percebeu." Também existem comentários comparando o nariz e a testa de Sérgio quando criança com o namorado da pessoa que roubou a foto.

Leia Também

Adriana conta que ficou muito nervosa desde que descobriu o ocorrido e, em especial, depois de ler os comentários - os quais ela teve acesso graças aos seus alunos, que estão tirando prints e enviando para ela (veja galeria abaixo). A professora já buscou aconselhamento jurídico para entender como solucionar as questões tanto do direito de imagem quanto do racismo nos comentários.

"Essse tipo de situação, para mim, não cabe mais. Em pleno século 21. Sábado agora (20) a gente comemora essa questão da  Consciência Negra e passar por isso?", fala Adriana. "Não é uma questão de vaidade, não é uma questão de querer me promover. Não é nada disso, eu não preciso disso. É uma questão que é uma dor da minha família. O meu marido, ele é preto, os meus filhos são pretos e eu não posso deixar isso passar."

Leia Também

A equipe do iG Delas buscou contato com a pessoa que postou o vídeo, mas não teve sucesso já que a plataforma do TikTok só permite a troca de mensagens entre pessoas que se seguem.

TikTok

Também foi questionada a rede social por um posicionamento sobre casos que ferem o direito de imagem e racismo nos comentários. Além disso, perguntamos ao TikTok como uma pessoa que não faz parte da rede social pode proceder em casos como esse (como contatar e denunciar sem precisar criar um perfil na plataforma). 

Além de falar que já excluíram o vídeo, o porta-voz do TikTok diz: “Nossas Diretrizes da Comunidade não permitem o uso de imagem indevida e nem comportamento de ódio. O TikTok condena o racismo e não tolera discurso de ódio e trabalhamos com afinco removendo, de forma proativa, contas e conteúdos que violam nossas políticas. O comportamento de ódio não é compatível com o ambiente criativo, autêntico e inclusivo do TikTok, e buscamos melhorar continuamente a forma como protegemos nossa comunidade.”

A equipe do TikTok aproveita para explicar que nas Diretrizes da Comunidade, informam que não permitem o comportamento de ódio ou discursos discriminatórios, removendo-os da plataforma. Para pessoas que desejam denunciar uso indevido de imagem ou outra situação imprópria no TikTok, basta ir neste  link e clicar em "Denunciar uma violação de privacidade". 

Também é possível denunciar um vídeo diretamente no aplicativo. As instruções estão neste link .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários