Luisa Mell e a cachorra que chama de anjo
Reprodução/Instagram @LuisaMell
Luisa Mell e a cachorra que chama de anjo

Luisa Mell, 42, foi vítima de violência médica ao passar por uma lipoaspiração não autorizada . No Dia do Perdão (14), data celebrada pelos judeus, a apresentadora e ativista animal refletiu sobre os efeitos que isso teve em sua vida . Em suas redes sociais, Luisa fala que ela sempre teve facilidade em perdoar e questiona como pode fazer isso agora, se ainda chora todos os dias.

"Como perdoar se a dor ainda é viva? Tive o ano mais triste da minha vida. Ainda estou lutando para sobreviver ao horror que me fizeram. Como vou conseguir perdoar se ainda dói tanto? Se ainda choro qd me olho? Destruíram meu amor próprio pq eles acharam que eu podia ficar melhor."

Luisa lembra que faz nove meses desde foi ao dermatologista realizar um tratamento a laser e, ao acordar da anestesia, descobrir que o médico havia feito uma lipoaspiração em suas axilas sem autorização. Desde então, ela fala que recorre a outros médicos buscando encontrar em si mesma o perdão. Em sua jornada, Luisa fala que um cachorro, ao qual chama de anjo, a ensinou sobre o perdão.

"Até que ontem, um anjo me ensinou. Mesmo Vítima de uma das maiores atrocidades que eu já presenciei, ela estava ali cheia de amor para todos. Mesmo depois de tudo que passou, ela continuava amorosa. Mesmo toda maldade do mundo não foi capaz de tirar sua bondade e alegria de viver. Também por isso amo tanto os cachorros. Certamente são anjos que estão aqui para nos ensinar e acompanhar."

A apresentadora conclui seu desabafo pedindo que seu coração consiga perdoar e seguir em frente, e aproveita para pedir perdão a quem tenha magoado.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários