Manuela teria completado 2 anos no último dia 30, mas foi uma das milhares de vítimas da COVID-19
Reprodução/Instagram
Manuela teria completado 2 anos no último dia 30, mas foi uma das milhares de vítimas da COVID-19


Na última semana, Monica e Carlos viveram um dos momentos mais emocionantes e igualmente difíceis de suas vidas. No dia 30 de agosto, a filha deles, Manuela, teria completado 2 anos de vida se não tivesse sido vítima da COVID-19. Para marcar a data, o casal soltou balões em homenagem à falecida filha. 

“Sua ausência física dói demais, mas eu prefiro essa dor a nunca ter lhe conhecido! Só dói porque foi perfeito!”, disse a mãe. Em entrevista exclusiva à revista Crescer, Monica contou que Manuela era cardiopata e possuía uma síndrome rara e travou uma luta árdua contra o coronavírus, mas infelizmente não resistiu. 


“Ela nasceu com uma síndrome, conhecida como trissomia do cromossomo 18, e tinha uma cardiopatia muito grave. E, infelizmente, o coraçãozinho dela não suportou o tempo necessário para os pulmões recuperarem. Ela foi uma mocinha que lutou contra todas as dificuldades deste o ventre”, contou Monica.

No último dia 30, a mãe escreveu sobre a filha em seu Instagram: “Parabéns, pequetita. Não posso dizer 2 anos de vida, nem lhe desejar muitos mais, mas posso agradecer pelo ensinamento, pelo amor e pela mudança! Sua ausência física dói demais, mas eu prefiro essa dor a nunca ter lhe conhecido! Só dói porque foi perfeito! Mãe ama você para além dessa vida e não vejo a hora de lhe reencontrar!”.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários