Ana Marcela deu show nas Olimpíadas
Reprodução
Ana Marcela deu show nas Olimpíadas


A atleta Ana Marcela Cunha encantou o Brasil na noite de terça-feira (3) ao conquistar a medalha de ouro  da maratona aquática nas Olimpíadas. Ela venceu a prova após nadar dez quilômetros em 1h59m33s na baía de Tóquio.

Ana Marcela nasceu em Salvador, na Bahia, tem 29 anos, e buscava a medalha olímpica desde 2008, quando estreou nos Jogos Olímpicos de Pequim aos 16 anos e ficou em quinto lugar. Ana não participou de Londres 2012 e retornou às Olimpíadas na Rio 2016, quando por causa de um erro de estratégia terminou a competição em décimo lugar.



Para o ciclo olímpico de Tóquio, Ana trocou de treinador e reencontrou Fernando Possenti, que foi seu mentor no passado. Em 2017, Ana Marcela descobriu uma doença autoimune que colocou em risco a preparação do ciclo olímpico para Tóquio. A baiana sofria com uma doença que destruía a produção de plaquetas sanguíneas e precisou fazer uma cirurgia para retirar o baço e seguir saudável. 

“É um quarto ciclo olímpico vindo de uma frustração no Rio e um amadurecimento muito grande para chegar até aqui (...) eu fiz minha prova e uma coisa que aprendi é ser feliz, eu tava sendo feliz fazendo o que eu amo e tudo correu muito bem”, relembrou Ana Marcela.

Você viu?

Ana Marcela após descobrir doença autoimune
Reprodução
Ana Marcela após descobrir doença autoimune



Ana Marcela aprendeu a nadar aos dois anos por influência do seu pai, o ex-nadador George Cunha, e da mãe, que foi ginasta. Desde pequena, a soteropolitana era apontada como promessa nas águas baianas. Ela começou a treinar no Clube Olímpico de Natação, na capital baiana, em 2001.

A promessa virou realidade e Ana Marcela Cunha já foi eleita seis vezes a melhor maratonista aquática do mundo. Medalhas em Mundiais? Ela tem de sobra! Ana Marcela tem onze medalhas do torneio, com grandes participações em Barcelona (2013) e Kazan (2015). Atualmente, a nadadora defende a Unisanta (santos) e mora no Rio de Janeiro (RJ), onde treina no Parque Aquático Maria Lenk. Após conquistar o primeiro ouro do Brasil na maratona aquática, Ana Marcela deixou um recado. “O que eu posso dizer é acreditem nos sonhos, deem tudo de si”, falou emocionada.

Ana Marcela Cunha, que namora Maria Clara Fontoura, ainda exaltou o desempenho das mulheres brasileiras nas Olimpíadas. "Mulher pode ser o que ela quiser, onde quiser e na hora que quiser. O tanto que a gente vem recebendo de ajuda e igualdade representa muito para o desempenho do Brasil", comemorou.



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários